30 de junho de 2011

15.08.2011 - Projeto "Eu Amo Escrever"

Prazo:
15 de Agosto de 2011

Informações:
a) Concurso de Contos
b) Inscrição pelo Site
c) Votação Virtual
d) Publicação em Antologia (Impresso e E-book)

Premiação:
I) IPad
II) Vale-compras: R$1.500,00


Fonte:


Regulamento:
TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE PARTICIPAÇÃO

1 - ACEITAÇÃO DO TERMO
Todos que enviarem seus textos para o Projeto Eu Amo Escrever estarão sujeitos aos presentes Termos e Condições Gerais de Participação (“Regras de Participação”).

A Livros Ilimitados se reserva no direito de modificar as Regras de Participação a qualquer momento, a seu exclusivo critério.

Dessa forma, o internauta declara aceitar e concordar que a Livros Ilimitados (responsável pelo Projeto Eu Amo Escrever) não poderá ser questionada sobre modificações, suspensão ou descontinuidade do site e dos serviços ali colocados à disposição.

Não poderão participar deste concurso funcionários da Cantão, Livros Ilimitados, funcionários das agências de publicidade envolvida, bem como, dos administradores da página e demais empresas envolvidas diretamente com a execução do concurso.

O prazo para envio dos contos termina no dia 15 de agosto de 2011.

2 - ISENÇÃO DA RESPONSABILIDADE
A qualquer tempo, a Livros Ilimitados, poderá, ainda, deixar qualquer conteúdo fora do âmbito do site na Internet www.euamoescrever.com.br ou excluir, parcial ou integralmente, qualquer conteúdo ou parte de conteúdo disponibilizado pelos internautas no citado site, caso possa ser interpretado e/ou constatado que o referido conteúdo é contrário às normas legais em vigor, ou contrário aos bons costumes, ou, também, em razão de denúncias de plágio, sem que isto gere qualquer responsabilidade a Livros Ilimitados e qualquer direito ao internauta.

A Livros Ilimitados não será responsável por problemas, falhas ou não funcionamento por questões técnicas, de qualquer espécie, em redes de computadores, servidores ou provedores, equipamentos de computadores, hardwares ou softwares, ou por erro, interrupção, defeito, atraso ou falha em operações ou transmissões para o correto processamento de inscrições e envios de conteúdos, incluindo, mas não se limitando a: (i) transmissão imprecisa de informações ou falha da Livros Ilimitados em recebê-las; (ii) problemas técnicos citados acima; (iii) congestionamento na Internet, vírus, falha de programação (bugs) ou violação por terceiros (hackers).

3 – ENVIO DOS CONTOS E DA SELEÇÃO
Como condição para participar do projeto, os internautas participantes irão preencher o cadastro no site www.euamoescrever.com.br, e deverão anexar o documento que contém o conto e, após lerem e concordarem com as regras e condições de participação, outorgarão a permissão expressa para a seleção, editoração e publicação do referido conto, através da leitura e aceite do Contrato de Publicação, a seguir explicado. O conto poderá ser enviado em arquivos do Word, Writer ou programas similares de edição de texto.

Em relação ao formato:

- O conto deverá ter no máximo 15 laudas. Definição da lauda: tamanho A4; tipologia Arial corpo 12; espaçamento 1,5; margens laterais de 1,5 centímetros; margens superior e inferior de 2,0 centímetros;

- Os internautas participantes também deverão enviar uma sinopse e um histórico próprio, dentro do arquivo do texto, com no máximo 8 (oito) linhas para cada item (sinopse e histórico).

Os contos enviados serão analisados e selecionados pelo Conselho Editorial do Projeto Eu Amo Escrever, formado por profissionais da área de comunicação e marketing da empresa Cantão e da Editora Livros Ilimitados e por curadores do Projeto. Para o ajustamento do conto para a edição impressa, a obra original deverá passar por um processo editoração, e, caso necessário, revisão de texto e copidesque.

Serão selecionados para a publicação no livro oficial Eu Amo Escrever até 09 (nove) contos individuais, cujo processo de escolha ocorrerá da seguinte forma: 50 (cinquenta) contos serão selecionados por voto popular. Posteriormente, dentre esses 50 (cinquenta) contos iniciais, serão escolhidos 30 (trinta) contos pelo Conselho Editorial do Projeto Eu Amo Escrever; e, finalmente, destes 30 (trinta) contos, 09 (nove) serão selecionados pelos curadores do Projeto e entrarão na versão final impressa e virtual do livro Eu Amo Escrever.

Cada internauta participante que tiver seu conto selecionado para integrar a publicação do livro oficial Eu Amo Escrever receberá como prêmio 5 (cinco) exemplares do livro impresso, um IPAD e um vale-compras nas lojas Cantão no valor equivalente a R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais).

O livro oficial Eu Amo Escrever também possuirá 01 (um) conto coletivo, a ser escrito na página www.euamoescrever.com.br/contoscoletivos. A seleção do melhor conto coletivo será feita pelo Conselho Editorial do Projeto. Cada um dos 10 (dez) internautas participantes do conto coletivo que integrar o livro oficial ganhará 1 (um) exemplar mesmo.

O livro oficial do Projeto Eu Amo Escrever terá o formato 21X28 cm, com capa dura.

4 – PUBLICAÇÃO
Para que os internautas participantes tenham o conteúdo de seus contos publicados no site, bem como nos formatos de livro impresso e livro eletrônico (e-book), deverão obedecer às regras aqui estabelecidas, e deverão, prévia e obrigatoriamente, estar de acordo com os termos do Contrato de Publicação. O Contrato de Publicação é um instrumento de cessão de direitos para edição e publicação de obras editoriais e outras avenças, e é válido e obrigatório para todos os internautas participantes que enviarem seus contos ao Projeto Eu Amo Escrever, independentemente de terem seus contos publicados ou não.



30.06.2011 - I Concurso da Academia Belojardinense de Letras e Artes

Prazo:
HOJE - 30 de Julho de 2011

Informações:
a) Concurso de Poesias
b) Categorias: Adulto / Estudante
c) Inscrição por E-mail
d) Publicação em Antologia


Fonte:


Regulamento:
I. Do objetivo
Este concurso tem como objetivo a divulgação de novos talentos literários, o incentivo à leitura e à escrita, o incentivo ao escritor novato ou experiente, o intercâmbio entre escritores e a divulgação da importância da Poesia para as comunidades civis, literárias e acadêmicas do Brasil.

II. Das categorias
ESTUDANTIL, para estudantes residentes no município de Belo Jardim / PE que estejam matriculados no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental ou no Ensino Médio.
ADULTO, para pessoas a partir de 18 anos de idade residentes em qualquer parte do território nacional, inclusive naturalizados e brasileiros residentes no exterior.
É vedada a participação de Membros da Academia Belojardinense de Letras e Artes.

III. Do tema, modalidade e gênero
O tema é livre, contanto que pertença ao gênero poético, independentemente da forma (poema moderno ou tradicional, trova, soneto, haicai etc.).
Os trabalhos deverão ser inéditos (nunca publicados em meios impressos ou eletrônicos).
Trabalhos com conteúdo pornográfico ou de teor racista serão automaticamente desclassificados.
Casos de poemas que causem qualquer dano a terceiros ou que representem plágio, serão de total responsabilidade de quem os enviar ao concurso.

IV. Da inscrição
As inscrições são gratuitas em ambas as modalidades e podem ser feitas no período de 1º de março a 30 de junho de 2011.
Será considerada como data de inscrição a data de entrega pessoal ou, no caso de inscrição pelo correio ou internet, a data da postagem.

V. Da apresentação
Cada participante poderá inscrever até dois poemas de, no máximo, uma página, em formato Microsoft Word, fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas. Em cada folha deverá constar apenas pseudônimo do autor, título e texto. Junto com os textos deverá ser enviado envelope pequeno, lacrado, contendo folha com os seguintes dados de identificação do autor:
- Categoria em quem concorre (adulto ou estudantil)
- Título do(s) poema(s) inscrito(s)
- Pseudônimo
- Nome completo
- Endereço completo
- Telefone para contato
- E-mail (se não tiver, enviar o de alguém de confiança.)
- Nome da escola onde estuda (se da categoria estudantil)
- Nome do professor de Língua Portuguesa ou Literatura que o tenha incentivado na
produção textual e/ou na participação no concurso. (se da categoria estudantil)

VI. Do envio
O material deve ser enviado (ou entregue) de uma destas três maneiras:
PELA INTERNET: com dois arquivos anexos: um com os dados do autor; outro com o(s) poema(s) no formato exigido no item VI para o seguinte e-mail: robervaniol@hotmail.com.

PELOS CORREIOS: em envelope único e grande, lacrado, sem qualquer identificação do autor, tendo como destinatário apenas o pseudônimo e a categoria, contendo em seu interior as cinco vias do(s) texto(s) e o envelope menor com os dados de identificação. Enviar para:
Robervânio Luciano
(I Concurso Literário da Academia Belojardinense de Letras e Artes - ABLA)
Rua São Sebastião, nº 315, Cohab I , CEP 55.150-000, Belo Jardim / PE.

PESSOALMENTE: na própria sede da Academia Belojardinense de Letras e Artes, situada na Casa dos Conselhos, à Rua Siqueira Campos, nº 17, Centro, Belo Jardim / PE.

VII. Do julgamento
O júri será formado por cinco membros da própria academia, com significativo conhecimento literário e poético. A decisão do júri é irrecorrível e não caberão recursos.
Ao se inscrever no concurso, o candidato estará concordando plenamente com este regulamento e autorizando a publicação dos seus trabalhos pela ABLA em caso de serem classificados.
Os textos não classificados não serão devolvidos, mas incinerados e não ficam impedidos de serem publicados posteriormente em outras obras ou meios, pelo autor, ao qual continuará pertencendo os direitos autorais.

VIII. Da premiação
Serão premiados os cinco melhores poemas de cada categoria da seguinte maneira:

1º lugar: Medalha, certificado, publicação na Antologia ABLA 2011, 5 exemplares da antologia.
2º lugar: Medalha, certificado, publicação na Antologia ABLA 2011, 3 exemplares da antologia.
3º lugar: Medalha, certificado, publicação na Antologia ABLA 2011, 2 exemplares da antologia.
4º lugar: Certificado de Menção Honrosa, publicação na Antologia ABLA 2011, 1 exemplar da antologia.
5º lugar: Certificado de Menção Honrosa, publicação na Antologia ABLA 2011, 1 exemplar da antologia.

IX. Do resultado
O resultado será divulgado no dia 31 de julho de 2011 no blog http://academiabelojardinensedeletras.blogspot.com. O resultado também será enviado por e-mail para todos os participantes.

X. Das disposições gerais
Outros prêmios, inclusive em dinheiro, poderão ser concedidos aos vencedores caso a academia venha a conseguir algum apoio ou patrocínio.
A Antologia ABLA 2011 será publicada na solenidade de confraternização da ABLA, na segunda quinzena de dezembro de 2011. Na obra estarão trabalhos artísticos de membros da Academia Belojardinense de Letras e Artes e também os dez poemas vencedores do concurso.


Organização:
Robervânio Luciano
TELEFONES: (81) 94370236 / (81) 99686888

28 de junho de 2011

Resultado - Concurso Poemas no Ônibus (Gravataí - RS)

O concurso contou com 209 poemas inscritos. A comissão julgadora - composta pelos professores do Curso de Letras, da ULBRA / Gravataí: Ítalo Ogliari; Jane Sirlei Kuck Konrad e Marione Rheinheimer (Coordenadora do Curso de Letras) - selecionou 22 poemas para veiculação na linha municipal da frota de ônibus da Empresa SOGIL.

Alguns poetas classificaram mais de um título. Os vencedores, por ordem alfabética, são:

Adilson Roberto Gonçalves
"Bolundas"
Lorena – SP

Amaro Flores Castilhos
"O tempo é agora"
Cachoeirinha – RS

Ana Cristina Mendes Gomes
"Eros uma vez..."
São Pedro da Aldeia – RJ

André Telucazu Kondo
"Insônia"
Ponte São João – SP

Bibiana Meneghini Dihl
"Histórias de ônibus"
"Nota"
Gravataí - RS

Célia Silva Jachemet
"Trovas"
"Cuidado!"
Gravataí – RS

Faustino Alves Filho
"Apelo"
Gravataí – RS

Henrique Martins de Freitas
"Pássara vidinha"
Canoas - RS

Igor Rosa Dias de Jesus
"Correio"
Rio de Janeiro - RJ

Ingrid Teresinha Fraga da Silva
"Nem tudo, nem nada"
Gravataí - RS

Juarez Cesar Fontana Miranda
"Doidiversos"
Porto Alegre – RS

Juliana Diniz Bernardo
"Cordão"
São Paulo - SP

Nathalia da Cruz Wigg
"Recomeço"
"Outono"
Rio de Janeiro – RJ

Perpétua Amorim
"Geraislidade"
Franca-SP

Reginaldo Costa de Albuquerque
"Equilibrista"
Campo Grande - MS

Robson Leandro Soda
"Anverso"
Santa Cruz do Sul - RS

Rosana Banharoli
"Minhas tristes verdades plásticas"
Santo André - SP

Rosane Brito
"Interior"
Gravataí - RS

Zair da Silva Martins
"Ônibus"
Gravataí - RS

27 de junho de 2011

Resultado - 1º Concurso Prof.º Aparecido Roberto Tonelloti

No último dia 18 aconteceu a premiação do 1º Concurso de Poesias "Prof. Aparecido Roberto Tonelloti", no Auditório don Paco Cultural, dentro da programação do Oxandolá [In Festa].
Depois de uma riquíssima discussão acerca da avaliação dos 116 poemas inscritos, a comissão, composta por André Arruda, Diogo Libana, Gilberto Araújo e João Nery, decidiu premiar as seguintes obras:


CATEGORIA ADULTO

1º lugar – Falsos Poemas, de André Telucazu Kondo (Jundiaí/SP)
2º lugar - “Finis Patriae”, de André Luiz A Caldas Amora (Humaitá/RJ)
3º lugar – Antítese Teológica, de Eduardo de Paula Nascimento (Franca/SP)
Menção honrosa: À deriva dos vinte anos, de Fernando Cardoso Pereira (Francisco Morato/SP), Canudos/Cocorobó, de Rafael de Freitas Silva (Queimados/RJ) e Cronos, de Tatiana Alves Soares Caldas (Humaitá/RJ).


CATEGORIA INFANTO JUVENIL:

1º lugar – Janela, de George de Paula (Franco da Rocha/SP)
2º lugar – Rir e chorar, de Aline Gonçalves de Melo (Francisco Morat0/SP)
3º lugar – Fim dos tempos, de Pedro Alves Valentim (Humaitá/RJ)
Menção honrosa: Ausência da minha mãe, de Ronald Wilson Jacinto Mita (Francisco Morato/SP) e O mar da poesia de Edvalton da Silva Carneiro (Francisco Morato/SP).


CATEGORIA INFANTIL:

1º lugar – O tempo passa, de Liendhry Kirstt de Oliveira Barbosa (Francisco Morato/SP)
2º lugar – Escola, de João Vitor da Silva (Francisco Morato/SP)
3º lugar – Minha história, de Vanessa Ciriaco da Silva (Francisco Morato/SP)
Menção honrosa: O amor, de Thaiane Oliveira da Silva (Francisco Morato/SP) e Coisas da minha vida, de Beatriz Almeida da Silva (Francisco Morato/SP).


Fonte: http://blogduoxe.blogspot.com/2011/06/resultado-1-concurso-de-poesias-prof.html

31.08.2011 - XXI Prêmio Moutonnée de Poesia

Prazo:
31 de Agosto de 2011.

Informações:
a) Concurso de poesias
b) Categorias: Adulto / Juvenil / Infantil
d) Categoria especial: com o tema "Rocha Moutonnée"

Premiação:
I) R$ 1.500, R$ 1.000 e R$ 500 para os 3 primeiros da categoria adulta
II) R$ 800, R$ 500 e R$ 300 para os 3 primeiros da categoria juvenil
III) R$ 500 para o melhor poema sobre a Rocha Moutonnée


Fonte:

Regulamento:
Com o objetivo de revelar novos poetas, valorizar o gênero poético e incentivar talentos literários, a Prefeitura da Estância Turística de Salto, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo e da Biblioteca Pública Municipal promove a 21ª edição do Prêmio Moutonnée de Poesia.
Temas e categorias: ADULTA, JUVENIL (de 12 a 16 anos de idade) e a INFANTIL (até 11 anos de idade). Essas categorias concorrem com temas livres. Categoria ESPECIAL, temática, trabalhos que versem sobre a Rocha Moutonnée ou que se utilizem da mesma para abordar aspectos do universo da poesia.

Cada concorrente pode inscrever até dois poemas inéditos (sem publicação ou premiação, sob pena de desclassificação). Poderão participar quaisquer pessoas de todos os estados da federação.

Cada poema concorrente deverá ser enviado em três vias digitadas, em papel formato ofício, com espaço dois e utilizando apenas uma das faces da folha. Os poemas deverão, também, ser gravados em CD e enviados junto das cópias. Os trabalhos do concorrente deverão ser assinados com pseudônimo; os nomes dos concorrentes não devem aparecer junto dos poemas. A identificação do poeta (nome completo, pseudônimo utilizado, endereço, data de nascimento, RG, CPF, telefone para contato e e-mail, se houver) deverá vir dentro do envelope grande que contém as cópias dos poemas com pseudônimo, em envelope menor, preferencialmente junto de uma via de cada poema concorrente. A falta de dados completos implica em desclassificação. Quando a divulgação e inscrição forem feitas pela escola, os dados do estabelecimento devem ser indicados.

Enviar até 31 de agosto de 2011 (valendo a data da postagem). Endereçar para: XXI Prêmio Moutonnée de Poesia/2011 – Biblioteca Municipal de Salto (Rua Monsenhor Couto nº 127 – Centro – Salto/SP – CEP 13.320-210).

Os trabalhos serão julgados por cinco docentes ou literatos competentes para tanto. A premiação ocorrerá no dia 05 de novembro, às 20h30, na Sala Palma de Ouro – Centro de Educação e Cultura Anselmo Duarte, em Salto. Em sua vigésima primeira edição, o Prêmio promoverá um dia de encontro entre poetas e interessados objetivando lazer, cultura, trocas de experiências e atividades que associem poesia com outras artes. A partir das 14h, do dia 5 de novembro, acontecerão diversas manifestações artísticas, programadas para fazer parte do dia festivo, incluindo atividades de rascunheiros, passeios turísticos, sarau, música, exposição. Todos que desejarem poderão trazer obras próprias para expor (livros ou textos para serem colocados em varais expositores). A programação completa estará disponível no site www.salto.sp.gov.br, a partir de setembro de 2011.

Na categoria adulta, serão oferecidos prêmio em dinheiro – R$ 1.500,00, R$ 1.000,00 e R$ 500,00 – 1º, 2º e 3º colocados respectivamente, brindes e troféus, esculpidos em granito similar ao da Rocha Moutonnée, aos cinco primeiros colocados. Serão ainda atribuídos de 10 ou mais troféus de menções honrosas, a critério do júri.

Na categoria juvenil, serão oferecidos prêmios em dinheiro – R$ 800,00, R$ 500,00 e R$ 300,00 – 1º, 2º e 3º colocados respectivamente, troféus para 4º e 5º colocados, além de 5 menções honrosas.

Na categoria infantil, apenas uma premiação com troféus, livros e brindes aos três primeiros colocados, bem como mais cinco menções honrosas. As escolas que inscreverem alunos classificados também ganharão troféus. Cada escola poderá participar com até 10 trabalhos. Sugere-se que as escolas também tenham uma participação mais intensa promovendo concurso interno e uma seleção de trabalhos. Os melhores, encaminhados para a inscrição no Prêmio Moutonnée de Poesia.

Trabalhos que versem sobre a Rocha Moutonnée (ou que a utilizem como recurso poético) entrarão em classificação à parte e o melhor deles receberá um troféu especial e o prêmio em dinheiro de R$ 500,00.
Cada participante receberá apenas uma premiação.
O resultado somente será divulgado no dia da solenidade de premiação. Os trabalhos premiados serão publicados em uma antologia, juntamente com os trabalhos premiados em 2012, uma vez que a publicação é bianual.


Outros dados:
Rocha Moutonnée - Seu nome divulga uma raridade geológica, única nas Américas, existente na Estância Turística de Salto: a Rocha Moutonnée, um granito cuja superfície arranhada testemunha a passagem das geleiras, na era das glaciações, há cerca de 270 milhões de anos. Ela também comprova a existência do enorme continente de Gondvana, formado pelas terras da América do Sul, África e Antártida. A rocha é tombada pelo Condephaat e localiza-se num parque municipal especialmente criado para sua preservação.

22 de junho de 2011

06.08.2011 - X Concurso Literário Faccat - Jornal Panorama

Prazo:
6 de Agosto de 2011

Informações:
a) Modalidades Contos, Crônicas e Poesias
b) Apenas 1 autor de fora da área de abrangência da Faccat será premiado

Premiação:
I) 1º: R$1.000,00 / 2º: R$800,00 / 3º: R$600,00 / 4º ao 9º: R$200,00


Fonte:
http://www.faccat.br/


Regulamento:
TEMA: O humor nosso de cada dia

Há situações no nosso cotidiano em que o único remédio é rir – rir para não chorar, rir para não perder o amigo... Esse riso acaba ganhando cores: vermelho de vergonha, amarelo de constrangimento, roxo de divertido. Todos os tons valem nessa batalha para preservar o bom humor nosso de cada dia.
Para que nós nos engajemos nessa campanha pela não extinção do bom humor, propomos, como tema do X Concurso Literário Faccat – Jornal Panorama, “O humor nosso de cada dia”. Vale contar fatos inusitados do cotidiano, seus atos falhos (e os dos outros), seus esquecimentos... tudo que nos faça rir, seja lá qual for a cor do sorriso. Também vale contar sobre o que faz você rir à toa, contente da vida. Escreva seu poema, conto ou crônica e junte-se ao movimento pela multiplicação do riso.

REGULAMENTO
1 Das inscrições

1.1 O Concurso poderá ter participantes de todo o país e também do exterior com trabalhos em língua portuguesa.

1.2 A participação poderá ser apenas individual.

1.3 Os inscritos poderão participar nas modalidades conto, crônica e poema.

1.4 Será permitida a participação simultânea em mais de uma modalidade.

1.5 Os trabalhos inscritos deverão ser inéditos, entendendo-se como tal o texto não impresso (em livros, revistas, etc.) nem divulgado pelos meios de comunicação.

1.6 Os vencedores do Concurso de 2010 não poderão participar, no ano de 2011, na mesma categoria em que foram premiados.

1.7 Os trabalhos deverão ser apresentados digitados (espaço 1,5), letra 12, em quatro vias, não devendo ultrapassar duas páginas tamanho A4 (margens de 3cm).

1.8 Os trabalhos datilografados ou digitados deverão ser encaminhados em 4 (quatro) vias, colocadas em um envelope, no qual deverá constar apenas o pseudônimo do autor e a modalidade escolhida.
No interior desse envelope, também deverá ser colocado outro envelope (menor), contendo:
Na parte externa: pseudônimo; modalidade; cidade de origem.
No interior: pseudônimo; nome completo; idade; endereço; telefone.

1.9 A inscrição dos interessados deverá ser feita até o dia 6 de agosto de 2011, com a entrega dos trabalhos no Protocolo da FACCAT ou no Jornal Panorama, ou enviados aos seguintes endereços (valendo, para aceitação, a data de postagem – 6 de agosto):

Faccat – Faculdades Integradas de Taquara (Curso de Letras), Av. Oscar Martins Rangel, 4500 - Campus FACCAT, Taquara/RS, CEP 95600-000, ou
Jornal Panorama, Rua Rio Branco, nº 1006 – CEP: 95600-000 - Taquara - RS.

1.10 Enviar o(s) texto(s) por e-mail para concursoliterario@faccat.br, identificado apenas pelo pseudônimo. O e-mail será aberto somente após o resultado final.

2 Da avaliação e escolha dos trabalhos

2.1 A avaliação dos trabalhos será feita em duas etapas:

2.1.1 A seleção inicial dos melhores trabalhos será feita por professores de Língua Portuguesa e Literatura que levarão em conta: criatividade, coerência ao tema escolhido, estrutura do texto, adequação de linguagem e correção gramatical.

2.1.2 Após essa primeira etapa, os trabalhos serão encaminhados à Comissão Julgadora Final, formada por vencedores dos concursos anteriores, professores de Literatura da FACCAT e representantes dos alunos do Curso de Letras e do Jornal Panorama, que apontarão os melhores de cada modalidade, bem como o melhor texto entre os autores residentes na região do Vale do Paranhana.

2.2 Não poderão participar os promotores e pessoas que exerçam atividade remunerada junto aos promotores (Curso de Letras da FACCAT, Jornal Panorama e Fábio Brack Advogados Associados), bem como seus cônjuges, pais, filhos, irmãos.

2.3 Os Prêmios Especiais oferecidos pelo Jornal Panorama serão atribuídos aos dois melhores textos de autores de residência comprovada na região do Vale do Paranhana - municípios de Taquara, Parobé, Igrejinha, Três Coroas, Rolante e Riozinho.

3 Da premiação

3.1 Serão premiados os nove (9) melhores textos do Concurso, independente da categoria em que estejam concorrendo. Os nove (9) textos vencedores serão publicados no Jornal Panorama e anunciados em sessão solene dia 13/10/2011, às 19h30min, no auditório da FACCAT, quando receberão prêmios especiais.

3.2 Dos nove textos vencedores, oito (8) serão selecionados entre os participantes da região de abrangência da Faccat – Araricá, Campo Bom, Canela, Glorinha, Gramado, Gravataí, Nova Hartz, Sapiranga, São Francisco de Paula, Taquara, Parobé, Igrejinha, Três Coroas, Rolante e Riozinho.

Observação: Todo acadêmico da Faccat, regularmente matriculado, pertencerá à região de abrangência da Faccat.

3.3 Haverá premiação para somente um (1) texto não pertencente à área de abrangência da Faccat.

3.4 Os textos vencedores receberão prêmios no valor de:

3.4.1 R$ 1.000,00 (um mil reais) para o primeiro lugar.
3.4.2 R$ 800,00 (oitocentos reais) para o segundo lugar.
3.4.3 R$ 600,00 (seiscentos reais) para o terceiro lugar.
3.4.4 R$ 200,00 (duzentos reais) para os colocados de quarto a nono lugares.


3.5 Prêmio especial Jornal Panorama

3.5.1 R$ 600,00 (setecentos reais) para o 1º colocado do Vale do Paranhana.
3.5.2 R$ 400,00 (quinhentos reais) para o 2º colocado do Vale do Paranhana.

4 Das disposições gerais

4.1 Os trabalhos não serão devolvidos.

4.2 Com sua participação no concurso, obrigam-se os autores a permitir a divulgação e impressão dos trabalhos sem ônus para os promotores do evento.

4.3 Os casos omissos do presente regulamento serão resolvidos pela Coordenação do evento.


Contato:
faccat@faccat.br

10.10.2011 - XVI Concurso da Academia Caxiense de Letras

Resultado:

POEMAS CATEGORIA NACIONAL

1° Lugar: Com o poema Assassina Luz –
ANDRÉ TELUCAZU KONDO de Caraguatatuba/ São Paulo.

2° Lugar: Com o poema Despertar –
ANA CRISTINA MENDES GOMES de São Pedro da Aldeia/Rio de Janeiro

3° Lugar: Com o poema Aqueles olhos azuis... –
MARIA APARECIDA S. COQUEMALA de Itararé/ São Paulo.

POEMAS CATEGORIA ESTADUAL

1° Lugar: Com o poema Inquietude –
IREDE INÊS MASIERO FARENZENA de Veranópolis/ RS.

2° Lugar: Com o poema O Sobrado Velho –
MARLENE ROSINA FELTRIN de Farroupilha/ RS.

3º Lugar: Com o poema Cartilha –
TATIANA OLIVEIRA DRUCK de Porto Alegre/RS.



POEMAS CATEGORIA MUNICIPAL

1° Lugar: Com o poema Somente Tango –
RICARDO LOZANO de Caxias do Sul/RS.

2° Lugar: Com o poema Eu e a Poesia –
JUSSÁRA C. GODINHO de Caxias do Sul/RS

3° Lugar: Com o poema Te perdi –
MÁRCIA BASTIAN FALKENBACH de Caxias do Sul/RS.


CRÔNICAS CATEGORIA NACIONAL

1° Lugar: Com a crônica O Computador e o Toco de Lápis –
BENILSON TONIOLO de Campos do Jordão/ São Paulo

2° Lugar: Com a crônica Tecendo a Vida –
FÁTIMA SOARES RODRIGUES de Belo Horizonte/ Minas Gerais

3° Lugar: Com a crônica A Espera do Irremediável –
PATRÍCIA ÂNGELO BENEDETTI de Ribeirão Preto/ São Paulo.

Destacamos uma Menção Honrosa para a crônica Noite Feliz de
TATIANA ALVES SOARES CALDAS de Rio de Janeiro/RJ.

CRÔNICAS CATEGORIA ESTADUAL

1° Lugar: Com a crônica Procrastinando –
SARA MARIA BINATTI DOS ANJOS de Porto Alegre/RS.

2° Lugar: Com a crônica O olhar de quem não mora na cidade –
ADILAR SIGNORI de Canoas/ RS


CONTOS CATEGORIA NACIONAL

1° Lugar: Com o conto Ser Vil –
GERALDO TROMBIN de Americana/ São Paulo

2° Lugar: Com o conto A Espada –
ANDRÉ TELUCAZU KONDO de Caraguatatuba/ São Paulo.

3° Lugar: Com o conto A Grande Batalha –
RENATA PACCOLA de São Paulo/SP.

CONTOS CATEGORIA ESTADUAL

1° Lugar: Com o conto A Cruz na Estrada –
CÂNDIDO ADALBERTO DE BASTOS BRASIL de Cachoeirinha/RS

2° Lugar: Com o conto Uma Manhã de Domingo –
ROQUE ALOISIO WESCHENFELDER de Santa Rosa/RS.

3° Lugar: Com o conto A firma –
FÁBIO ANTÔNIO DIAS LEAL de Canoas/RS.

CONTOS CATEGORIA MUNICIPAL

1° Lugar: o conto O Muro de Gunther –
ANDRÉ WILLIAN SEGALLA de Caxias do Sul/RS.


OBRA LITERÁRIA CATEGORIA NACIONAL

Tema adulto:
O Cavaleiro da Orquídea –
de VÂNIA MARIA MENEZES DE FIGUEIREDO de Bauru/SP.

Tema Infanto-Juvenil:

1° Lugar: A Cachorrinha Maria e seus Meninos
de ANDRÉ TELUCAZU KONDO de Caraguatatuba/ SP.

2° Lugar: A Poesia das Estrelas –
de SIMONE ALVES PEDERSEN de Vinhedo/ SP.

3° Lugar: O Boneco de Neve –
de TATIANA ALVES SOARES CALDAS de Rio de Janeiro/RJ.


Prazo:
10 de Outubro de 2011

Informações:
a) Concurso de Contos, Crônicas, Poesias
b) Categorias: Nacional / Estadual / Regional / Estudantes (de Caxias do Sul)


Fonte:


Regulamento:
A Academia Caxiense de Letras-RS, por meio deste EDITAL, torna público o seguinte Regulamento

*DA ABRANGÊNCIA

Art.1º- Poderão participar do concurso quaisquer escritores em língua portuguesa, domiciliados em qualquer um dos Estados brasileiros, exceto os acadêmicos membros da Academia Caxiense de Letras-RS.

*DAS CATEGORIAS

Art.2º- Os concorrentes poderão inscrever seus trabalhos dentro de uma das seguintes categorias:

# NACIONAL- para concorrentes de todos os Estados brasileiros, exceto o Rio Grande do Sul ;
# ESTADUAL- para concorrentes de todos os municípios do Rio Grande do Sul, exceto de Caxias do Sul;
# REGIONAL- para concorrentes do Município de Caxias do Sul.
# ESTUDANTIL - para estudantes de7ª e 8ª séries do Ensino fundamental, EJA e Ensino Médio dos estabelecimentos de ensino de Caxias do Sul.

* DOS GÊNEROS LITERÁRIOS

Art.3º- Poderão concorrer trabalhos inéditos (inclusive em meio eletrônico) dos seguintes gêneros literários:

# Poema livre
# Crônica
# Conto
# Obra literária (tema adulto)
# Obra literária (tema infanto-juvenil)

§ 1º- Cada autor poderá concorrer com até três (3) trabalhos em cada gênero, com tema livre.

§ 2º- Caso seja detectada a participação de trabalho que não seja inédito, o mesmo será desclassificado.§ 3º- Os trabalhos deverão ter pseudônimos diferentes em cada gênero literário, não sendo aceitos pseudônimos já usados pelo autor em concursos anteriores (explicando: 3 poemas com 1 pseudônimo igual para os três, mas 3 crônicas com 1 pseudônimo igual para as três e diferente do pseudônimo usado nos poemas, e assim por diante).

* DA INSCRIÇÃO

Art.4º- A inscrição dar-se-á com o envio dos trabalhos e da documentação exigida para:

XVI Concurso Literário Nacional da ACL-RSA/C Alice Brandão
Rua Dr. Montaury, 919 - Ap. 01 Bairro Madureira
CEP 95 020- 190 Caxias do Sul Rio Grande do Sul Brasil

Art.5º- O prazo de inscrição inicia no dia 1º de junho e estende-se até o dia 10 de outubro de 2011.

§1º- Para a inscrição dos trabalhos será considerada a data de postagem.

§2º- Os trabalhos inscritos fora do prazo estarão automaticamente desclassificados.

§3º- Deverá constar como remetente o mesmo endereço do destinatário, ou seja, Alice Brandão, Rua Dr. Montaury, 919 - Ap 01 Bairro Madureira CEP 95020 - 190 Caxias do Sul RS Brasil , para que não haja identificação do autor.

Art.6º- Os trabalhos deverão ser enviados em três (3) vias, impressos em um só lado do papel, e deverão conter, no cabeçalho da 1ª folha, nessa ordem:

*Categoria (nacional/estadual/municipal/estudantil)

*Gênero literário (poema/crônica/conto)

*Pseudônimo

*Título

§ único- Qualquer informação, no trabalho ou em seu teor, ou em qualquer parte do envelope externo, que identifique o autor, desclassificará automaticamente o trabalho.

Art. 7º- Juntamente com o(s) trabalho(s), deverá ser enviado um envelope lacrado, identificado externamente apenas com o pseudônimo do autor e o nome das obras com as quais concorre. Dentro desse envelope deverão estar os seguintes dados:

a) nome completo do autor e o pseudônimo adotado;*

b) as categorias, os gêneros e os nomes dos trabalhos com os quais concorre;*

c) o endereço convencional completo do autor (com o CEP inclusive);*

d) número de, ao menos um telefone para contato;*

e) endereço eletrônico (e-mail) para contato, podendo ser de uma pessoa conhecida do autor;

f) estudantes deverão declarar a série que estão cursando e o nome da escola que estão frequentando;*

ATENÇÃO- os itens assinalados com * são obrigatórios, uma vez que a ausência de qualquer um deles impossibilita a comunicação de resultados.

*DO JULGAMENTO

Art.8º- O julgamento dos trabalhos será feito por uma junta de três julgadores para cada categoria e gênero literário.

§ único- os nomes dos doze (12) julgadores serão indicados pela Comissão Organizadora e aprovados pela Assembleia Geral da ACL-RS.

*DA PREMIAÇÃO

Art.9º- Serão concedidos aos autores dos trabalhos que obtiverem as três (3) primeiras colocações em cada gênero literário de cada categoria , os seguintes prêmios:

1º lugar - Troféu e certificado.(1º lugar nacional, 1º lugar estadual e 1º lugar municipal, 1º lugar estudantil)

2º lugar - Troféu e certificado. (idem)

3º lugar - Troféu e certificado. (idem)

§ único - Os concorrentes premiados na categoria NACIONAL e ESTADUAL terão direito a um pernoite em hotel indicado pela Comissão Organizadora, mediante a confirmação de sua vinda até o dia vinte e cinco (25) de novembro de 2011.


Art.10º- A solenidade de premiação será realizada na festividade de encerramento de ano da ACL-RS, no dia 09 de dezembro, em local a ser divulgado juntamente com o resultado do concurso.

§ único- Caso não possa comparecer à solenidade de premiação, é facultado ao ganhador fazer-se representar.

Art.11º- Os inscritos, pelo simples ato de envio de seus trabalhos, declaram concordar com todas as disposições do presente edital.

§ 1º- Os originais não serão devolvidos.

§2º- O não cumprimento, por qualquer inscrito, das disposições deste edital, tornará a inscrição sem efeito.

§3º- A Academia Caxiense de Letras não realiza publicação de textos nem de obras premiadas.

§4º - A Academia Caxiense de Letras reserva-se o direito de propriedade dos direitos autorais dos textos premiados por três anos a contar da data da premiação.

Art.12º- As decisões da Comissão Julgadora são soberanas e irrecorríveis.

Art.13º- Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora, cuja decisão será irrecorrível, respeitadas as leis maiores.


Organização:
(54) 99784697 - com Alice

25.07.2011 - XIV Concurso de Contos “Alípio Mendes”

Prazo:
25 de julho de 2011

Informações:
a) Concurso de contos
b) Troféus para os 3 primeiros lugares
c) Revista com os contos premiados
d) Hospedagem para os 3 primeiros lugares no dia da premiação

Fonte:

REGULAMENTO

1. As inscrições serão encerradas em 25/07/2011, valendo a data da postagem.
2. Poderão participar do Concurso todas as pessoas radicadas em território nacional.
3. Cada participante poderá concorrer com apenas um trabalho, inédito, obrigatoriamente escrito em Língua Portuguesa.
4. O trabalho deverá ser datilografado ou digitado numa só face, com o máximo de 3 (três) laudas, não constando o nome do autor, apenas o pseudônimo e o título do conto.
5. As 6 (seis) cópias, acompanhadas de uma sobrecarta fechada, contendo, em seu interior, a identificação do candidato: nome, endereço completo, telefone e “e-mail” e, na parte externa, o título do conto e o pseudônimo do concorrente, deverão ser entregues na sede do Ateneu, ou remetidas para :
ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES
XIV CONCURSO DE CONTOS “ALÍPIO MENDES”
Caixa Postal 73325
Praça Guarda Marinha Grenhalgh, 59 São Bento
Angra dos Reis – RJ - Cep. 23.900-240
6. Para todos os efeitos legais os participantes do presente concurso se declaram os legítimos autores dos contos inscritos e garantem o ineditismo dos mesmos, isentando o Ateneu Angrense de Letras e Artes de qualquer reclamação ou demanda que porventura venha a ser apresentada em juízo ou fora dele.
7. Serão concedidos troféus e certificados de classificação aos autores dos 3 (três) melhores contos e certificado de menção honrosa aos classificados do 4º ao 10º lugar.
8. Os autores dos contos classificados nos 3 (três) primeiros lugares, bem como os componentes da Comissão Julgadora, que residam fora de Angra dos Reis, terão direito a pernoite com acompanhante (intransferível), no dia da cerimônia de encerramento do concurso.
9. Os contos classificados nos 5 (cinco) primeiros serão publicados na Revista do AALA.
10. A Comissão Julgadora será constituída a convite da Comissão Organizadora.
11. Os participantes classificados terão ciência da decisão da Comissão Julgadora através de correspondência.
12. A entrega dos prêmios acontecerá, em sessão solene, no dia 24/09/2010, às 19h, no Clube Comercial, em Angra dos Reis.
13. O ATENEU ANGRENSE DE LETRAS E ARTES se reserva o direito de publicar os trabalhos classificados.
14. Os trabalhos não serão devolvidos.
15. Ao fazer sua inscrição o concorrente estará aceitando os termos deste Regulamento, ficando sujeito a desclassificação pelo não cumprimento do mesmo.
16. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
17. Os membros da Comissão Organizadora não poderão participar do concurso.
Organização: (24) 3365-4965 - contato@ateneuangrense.com.br

20 de junho de 2011

30.07.2011 - V Concurso Literário de Presidente Prudente

Prazo:
Prorrogado até 30 de Julho de 2011

Informações:
a) Concurso de Crônicas e Poesias
b) Publicação em Antologia


Fonte:


Regulamento:
Objetivo:
O Concurso Literário de Presidente Prudente (CLIPP), promovido pela Prefeitura Municipal, com organização e coordenação da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, através da Biblioteca Municipal Dr. Abelardo de Cerqueira César, tem como objetivo principal o incentivo à criação literária através da revelação e valorização de novos talentos.

1-Inscrições:
As inscrições estarão abertas no período de 01/04 a 30/07/2011 a escritores de ambos os sexos, maiores de 14 anos;
O candidato deverá preencher a ficha de inscrição, retirada no site www.culturapp.com.br ou comparecer na Biblioteca Municipal Dr. Abelardo de Cerqueira César, Centro Cultural Matarazzo, na Rua Quintino Bocaiúva, 749, Vila Marcondes, CEP 19030-000 – Presidente Prudente;
Cada participante poderá se inscrever gratuitamente com até 03 obras inéditas de tema livre, em cada uma das modalidades: crônica e poesia;
Não serão aceitos trabalhos que possuam apologia ao uso de drogas, conteúdo racista, preconceituoso, propaganda política ou intolerância religiosa;
Os trabalhos devem ser escritos em Língua Portuguesa, assinados apenas com o pseudônimo do autor e entregues em três cópias digitadas, além de uma cópia em mídia (Cd ou pen drive), junto com a ficha de inscrição, no local indicado acima. As cópias enviadas não serão devolvidas;
O participante menor de 18 anos deverá apresentar em anexo, uma autorização assinada pelo responsável legal no ato da inscrição;
O concorrente que não possuir telefone ou e-mail para contato deverá fazer constar na ficha de inscrição: nome, endereço e telefone de pessoa responsável por contatá-lo (a) em caso de possíveis eventualidades;

2-Julgamento:
A Comissão julgadora será formada por profissionais de reconhecida capacidade intelectual e suas decisões serão norteadas, de maneira irrevogável, não apenas pelo conteúdo poético e literário, mas também pela composição correta da linguagem e suas formas.

3-Premiação
Os trabalhos selecionados serão publicados, sem custo para seus autores, em uma antologia no formato 16x23cm, com aproximadamente 200 páginas. A publicação será em ordem alfabética, por nome de autor;
Cada participante selecionado receberá 10 exemplares da obra antológica;
A entrega dos prêmios e o lançamento da obra acontecerão no mês de novembro, durante o Salão do Livro de Presidente Prudente;
Cada autor poderá receber apenas uma premiação;

4-Disposições finais
Ao realizar a inscrição, o candidato manifesta pleno acordo com o regulamento do Concurso e autoriza a divulgação e publicação de seu nome e trabalho(s) inscrito(s).


Organização:

Resultado - Prêmios Literários da ABL

ABL anuncia vencedores de seus prêmios literários de 2011

Veja abaixo a lista dos autores contemplados na edição de 2011 dos prêmios literários da Academia Brasileira de Letras (ABL), anunciados nesta quinta-feira. O vencedor do Prêmio Machado de Assis pelo conjunto da obra recebe R$ 100 mil, enquanto os demais recebem R$ 30 mil.

Prêmio Machado de Assis (conjunto da obra) - Carlos Guilherme Mota, historiador, autor de "Ideologia da cultura brasileira (1933-1974)" e "A ideia de Revolução no Brasil e outras ideias", entre outras obras.

Ficção - Elvira Vigna, por "Nada a dizer" (Companhia das Letras).

Poesia - Salgado Maranhão, por "A cor da palavra" (Imago).

Ensaio e crítica literária - Ronaldes de Melo e Souza, por "Ensaios de poética e hermenêutica" (Oficina Raquel).

Literatura infantojuvenil - Ferreira Gullar, por "Zoologia bizarra" (Casa da Palavra).

Tradução - Sergio Flaksman, por "O amante de Lady Chatterley", de D. H. Lawrence (Penguin-Companhia).

História e Ciências Sociais - Maurício de Almeida Abreu, por "Geografia Histórica do Rio de Janeiro - 1502-1700" (Instituto Pereira Passos (IPP)/ Editora Andrea Jakobsson).

Cinema - Esmir Filho e Ismael Canappele, pelo filme "Os famosos e os duendes da morte".

19 de junho de 2011

26.08.2011 - XII Concurso Literário da ACLe

Prazo:
26 de Agosto de 2011

Informações:
a) Concurso nos gêneros conto, crônica e poesia
b) Premiação em medalhas e diplomas
c) Exclusivo para residentes no estado de Santa Catarina

Fonte:
http://www.acle.com.br/regulamentoacle.php

REGULAMENTO
1 – A Academia Criciumense de Letras, através de seus acadêmicos, promove o “XII CONCURSO LITERÁRIO – ACLe – 2011”.

2 – O concurso objetiva estimular a produção literária no sul de Santa Catarina e nele poderão se inscrever autores residentes no Estado, sem limite de idade ou escolaridade.

3 – As obras, nos gêneros CONTO, CRÔNICA e POESIA, com tema livre, deverão ser inéditas.

4 – Serão conferidas Medalhas de Mérito aos três primeiros classificados nos gêneros CONTO, CRÔNICA E POESIA, além de 2 (duas) ou mais Menções Honrosas, a critério da Comissão Julgadora. Todos os classificados receberão Diploma de “HONRA AO MÉRITO” e 1 (um) exemplar da Revista Acadêmica nº 13. Estabelecimentos escolares com alunos premiados no evento receberão Diplomas Especiais de “HONRA AO MÉRITO”, através de sua Direção.

5 – A Academia Criciumense de Letras – ACLe –, editará os trabalhos premiados em sua Revista Acadêmica nº 13. A premiação e o lançamento da revista acontecerão em Sessão Solene, com data, local e horário a serem comunicados com antecedência.

6 – Cada concorrente poderá inscrever até duas (02) obras nas três (03) categorias, ou seja, há a possibilidade de apresentar ao Concurso até seis (06) trabalhos.

7 – Os textos deverão ser escritos em Língua Portuguesa, podendo haver expressões em outro idioma, e atendendo aos seguintes requisitos quanto à extensão: o POEMA não poderá ultrapassar 60 (sessenta) versos ou linhas poéticas, ou no máximo duas (02) páginas; a CRÔNICA, até 40 linhas ou no máximo duas (02) páginas; o CONTO, não mais que 02 (duas) páginas. Acima destes padrões os trabalhos não serão considerados inscritos à concorrência e premiação.

8 – Todos os trabalhos inscritos deverão ser apresentados em grafia por computador, fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, com espaço 1,5 e utilizando apenas uma das faces da folha tamanho ofício e obrigatoriamente em cinco (05) vias (pode ser em cópia xerox).

9 – Em todos os trabalhos deverão constar apenas o título, o gênero, a idade (importante) e um pseudônimo do autor. O pseudônimo deverá ser diferente de outros anteriormente usados pelo concorrente. Se o candidato inscrever mais de um trabalho, deverá utilizar pseudônimos diferentes para cada um deles. O nome verdadeiro no trabalho desclassifica a obra.

10 – Dentro do envelope que contém os trabalhos deverá ser acrescentado um outro, menor e lacrado, com os seguintes dados: título da obra; pseudônimo; nome completo, idade e xerox de um documento pessoal (RG ou outro); endereço (domiciliar /escolar ou profissional); nome do estabelecimento de ensino; série do aluno; telefone e/ou e-mail.

11 – Na parte externa do envelope, contendo os trabalhos e a identificação, deverão constar somente o endereço, o pseudônimo e a idade do concorrente.

12 – O material assim composto deverá ser remetido no período 16/05/2011 a 26/08/2011, impreterivelmente, com registro postal ou entrega direta, para:

ACADEMIA CRICIUMENSE DE LETRAS
Fundação Cultural de Criciúma
Rua Coronel Pedro Benedet, 269 – Centro
88801-250 – Criciúma, SC.
Ou ainda:
ACADEMIA CRICIUMENSE DE LETRAS (somente pelo correio)
Rua Coronel Pedro Benedet, 190 – Sala 512
Galeria Catarina Gaidzinski – Centro
88801-250 – Criciúma – SC.

13 – Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada por 05 (cinco) acadêmicos indicados pela diretoria da ACLe. A decisão da Comissão Julgadora é soberana.

14 – Os resultados serão divulgados na primeira quinzena de outubro, em jornais e órgãos de comunicação da cidade de Criciúma.

15 – O presente regulamento será divulgado no site da ACLe: http://www.acle.com.br/

16 – Os trabalhos inscritos não serão devolvidos.

17 – O encaminhamento dos trabalhos na forma prevista neste Regulamento implica na concordância com as disposições nele consignadas.

Organização:
(48) 3433 2428 e (48) 3433 9643

30.07.2011 - 13º Concurso da Biblioteca Popular de Afogados

Prazo:
30 de Julho de 2011

Informações:
a) Concurso de Poesias
b) Publicação em coletânea (entrega de 30 exemplares a cada autor selecionado).


Fonte:
http://bibliotecapopulardeafogados.blogspot.com


Resumo
Estão abertas as incrições para o 13º Concurso de Poesia da Biblioteca Popular de Afogados. Os interessados podem se inscrever gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, até o dia 30 de julho, na biblioteca ou pelos Correios.

Pode se inscrever qualquer pessoa nascida no Brasil ou naturalizada brasileira, com texto em língua portuguesa, nas categorias: juvenil (15 a 18 anos) e adulto, sem limite de idade. Cada candidato pode inscrever até seis poesias inéditas, não podendo cada uma excerder o limite de 3 laudas, sob pena de ser desclassificado.

O tema do concurso, cuja homenageada deste ano é a escritora e contadora de histórias, Lenice Gomes, é livre.

Dos inscritos, serão selecionados os 50 melhores trabalhos e os ganhadores finais receberão 30 exemplares do livro que reunirá as poesias vencedoras. O resultado será divulgado em setembro deste ano.

REGULAMENTO - Para se inscrever, o candidato deve escrever na área externa do primeiro envelope o nome do concurso, categoria e pseudônimo. Dentro do envelope maior, colocar outro envelope menor com 3 vias impressas das poesias, cada uma assinada com o pseudônimo, texto digitados em fonte arial ou times new roman, tamanho 12 e espaçamento 1,5. Neste mesmo envelope, deve ter outro envelope pequeno lacrado constando uma via digital (CD) com folha de identificação constando nome, endereço completo, telefone, e-mail, pseudônimo, títulos dos trabalhos, currículo resumido e atualizado e as poesias.


Organização:
(81) 3355.3122 3355.3123.

Biblioteca Popular de Afogados
Rua Jacira, s/n, Afogados - Recife/PE
CEP: 50.770-230



Observação:

O regulamento completo está no blog (indisponível para copiar e colar aqui)

30.09.2011 - 27º Concurso de Poesia de Mogi Guaçu

Prazo:
30 de Setembro de 2011

Informações:
a) Concurso de Poesias
a) Categorias: Infantil / Juvenil / Adulto
b) Os prêmios não são mencionados no Regulamento.


Fonte:
http://www.mogiguacu.sp.gov.br/v2/sec_cultura/concurso_poesia_2011_regulamento.php


Regulamento:
01. Denominação e Finalidade
A Biblioteca Municipal João XXIII de Mogi Guaçu, promovendo este Concurso, faz deste evento o intercâmbio cultural das letras em todo território nacional, descobrindo poetas e poesias.

02. Participação
Poderão participar do XXVI Concurso de Poesia de Mogi Guaçu poetas de todo o Brasil, nas seguintes categorias:
- Adulto local e outras cidades (acima de 18 anos)
- Juvenil local e outras cidades (13 a 17 anos)
- Infantil local e outras cidades (até 12 anos)

03. Inscrições
- Cada candidato poderá inscrever-se com até 02 (duas) obras inéditas datilografadas ou digitadas em três vias cada.
- Cada poema deverá ser identificado apenas com o pseudônimo do autor e o título da obra e acondicionado em um envelope grande.
- Dentro do mesmo envelope enviar uma folha datilografada ou digitada contendo a ficha de inscrição do candidato com seus dados pessoais: título da poesia, pseudônimo, nome do autor, idade, endereço completo, nome da escola em que estuda.
- Este único envelope com os textos e a ficha de inscrição deverá ser entregue na Biblioteca ou por via postal até 30/09/2011 (valendo a data do carimbo postal) no seguinte endereço: Biblioteca Municipal João XXIII – Avenida dos Trabalhadores, 2651 – Jardim Camargo – Mogi Guaçu – SP – CEP 13.840-195 – Telefone: (019) 3861-4225- Centro Cultural.
- A inscrição implicará na total aceitação do presente regulamento.

04. Seleção
A comissão julgadora será definida posteriormente e deverá selecionar 06 poemas. Os trabalhos que não forem selecionados não serão devolvidos.

05. Premiação
Dia: 27/11/2011 às 17h00
Local: Biblioteca Municipal João XXIII – Centro Cultural
Endereço: Avenida dos Trabalhadores, 2651 – Jardim Camargo – Mogi Guaçu – SP – CEP 13.840-195


Organização:
Telefone: (019) 3861-4225
E-mail: sc-biblioteca@mogiguacu.sp.gov


Outros dados:


FICHA DE INSCRIÇÃO
BIBLIOTECA MUNICIPAL JOÃO XXIII
XXVII - CONCURSO DE POESIAS – 2011

Título da Poesia:

Pseudônimo:

Nome do Autor:

Email:

Telefone:
Idade:
Endereço:

Cidade:
Estado:
Cep:

Estudante?

Nome da Escola:

17 de junho de 2011

18.07.2011 - 7º Concurso Literário Mário Quintana

Prazo:
18 de Julho de 2011

Informações:
a) Concurso de Contos, Crônicas e Poesias
b) Publicação em coletânea - três textos de cada categoria


Fonte:


Regulamento:
1. O Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no RS – Sintrajufe-RS, promove seu 7º Concurso Literário, que visa despertar talentos literários, promover a literatura e homenagear Mario Quintana, poeta que, em sua lírica, cantou a cidade, os homens e os sonhos.
2. Estão habilitadas a participar do concurso pessoas residentes no Brasil, com idade acima de 18 anos.

Obs.: É vedada a participação de membros da Diretoria e funcionários do SINTRAJUFE-RS, bem como de seus familiares.

3. Tal participação implica na concordância com todas as cláusulas deste regulamento.
4. Os textos deverão ser rigorosamente inéditos.
5. A temática é livre.
6. Cada participante poderá inscrever-se através da entrega de um texto em cada uma das categorias: conto, crônica e poesia, podendo inscrever-se em apenas uma delas ou em quantas desejar. As crônicas e as poesias deverão ter, no máximo, uma página, e o conto, duas páginas, digitadas em espaço um, utilizando a letra Arial 12, em folha A4.
7. É obrigatório o uso de pseudônimo, que deverá ser composto de no mínimo dois nomes e colocado no alto da primeira página de cada texto. O pseudônimo escolhido deverá ser obrigatoriamente diferente do nome verdadeiro do concorrente.
8. Acompanhando os textos — que deverão ser entregues em três cópias em papel e uma em CD-R, devidamente identificados com o pseudônimo — deverá constar um envelope lacrado, identificado com o pseudônimo e a categoria literária, em cujo interior deverá conter os seguintes dados:
a) Categoria de inscrição
b) Pseudônimo compostoc) Nome completo
d) Endereço completo
e) Telefones
f) E-mail
g) Data de nascimento

Obs.: No interior do envelope deverá estar o CD-R com cópia do original inscrito.

9. O material (cópias do texto, envelope lacrado com dados e CD-R) deverá ser entregue dentro de um envelope grande (A4 ou Ofício), apenas identificado com a categoria e com o pseudônimo.
10.O prazo para as inscrições termina, impreterivelmente, em 18 de julho de 2011. Os envelopes com os textos concorrentes devem ser entregues à secretaria do SINTRAJUFE, à rua Marcílio Dias, nº 660, CEP 90130-000, em Porto Alegre/RS ou enviados pelo Correio. Neste caso, a data de inscrição será a da postagem.
11.O julgamento dos textos será realizado por uma comissão de três pessoas, de diferentes áreas da literatura, indicada pelo SINTRAJUFE.
12.Os textos premiados (1º, 2º e 3º lugares) em cada categoria serão publicados em antologia editada pela entidade promotora do concurso, sem fins lucrativos, razão pela qual exonera-se o SINTRAJUFE-RS do pagamento de direitos autorais ou de qualquer outra forma de remuneração aos autores, além da entrega gratuita de vinte exemplares da antologia. A antologia terá provável sessão de autógrafos na 57ª Feira do Livro de Porto Alegre.
13. Da premiação:
13.1. Serão outorgados troféus aos primeiros lugares e certificados aos demais.
14.Poderá a comissão deixar de selecionar textos em qualquer categoria, bem como indicar menções honrosas, caso julgar que tais decisões sejam procedentes. Neste caso, aos textos que obtiverem menção honrosa, serão concedidos certificados.15.De cada autor não poderá figurar no livro mais que um texto em cada
categoria.
16.O resultado do concurso será divulgado nos meios de comunicação produzidos pelo SINTRAJUFE-RS, até o mês de outubro.
17.Não haverá, em nenhuma hipótese, devolução dos textos concorrentes, os quais, findo o concurso, se houver interesse da entidade, passarão a integrar a memória do SINTRAJUFE-RS.
18.As decisões da comissão julgadora são irrecorríveis.
19.Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pelo coordenador do concurso, jurados e diretoria do SINTRAJUFE-RS.


Organização:
ouvidoria@sintrajufe.org.br
(51) 3235-1977

27.06.2011 - 7º Concurso Causos do ECA

Prorrogado até 27 de Junho de 2011

Informações:
a) Concurso de Causos envolvendo a efetividade do Estatuto da Criança e Adolescente
b) Categorias: Geral / Escola (para alunos, professores, diretores, monitores, etc.) / Vídeo (exclusiva para entidades que utilizam audiovisual em projetos com crianças e adolescentes)
c) Inscrição pela Internet ou Correios
d) Dois prêmios com votação virtual

Premiação:
I) Em cada categoria: 1º Colocado: R$15.000,00; 2º Colocado: R$10.000,00; R$ 5.000,00
II) Júri popular (virtual): R$10.000,00


Fonte:

Regulamento:
1. O 7º Concurso Causos do ECA é um concurso cultural que objetiva a disseminação e a premiação de histórias de cidadania vividas por meio da aplicação das normas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) através da literatura e da linguagem audiovisual. O objetivo do Concurso é dar visibilidade ao ECA enquanto instrumento de transformação de vida e efetivação de direitos. Os causos devem ser histórias verídicas que, à luz do Estatuto da Criança e do Adolescente, impactaram de maneira positiva a vida de uma criança e/ou adolescente, gerando transformação social em determinada pessoa ou grupo de pessoas.

3. Qualquer pessoa que conheça ou que tenha vivenciado uma história de cidadania em que diretrizes do Estatuto da Criança e do Adolescente tenham sido fatores de transformação da vida de uma pessoa ou de um conjunto de pessoas pode participar do Concurso, enviando o causo na forma de texto ou vídeo.

3.1. Para inscrever um causo em vídeo, na categoria “ECA atrás das Câmeras”, a pessoa deverá estar vinculada a uma organização ou produtora que use a linguagem audiovisual para trabalhos envolvendo crianças e adolescentes.

3.1.1 Os menores de 18 anos que participarem da produção das histórias em formato vídeo, devem enviar, juntamente com as cópias de mídia, autorização de seus pais ou responsáveis por escrito com firma reconhecida em cartório, seguindo o modelo disponível no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br). Os custos para reconhecimento destas autorizações em cartório são de responsabilidade dos participantes e/ou da organização a qual eles estão vinculados.

3.2. Os participantes menores de 18 anos que enviarem causos em formato texto devem encaminhar, juntamente com a história, autorização de seus pais ou responsáveis por escrito, com firma reconhecida em cartório, seguindo o modelo disponível no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br). Os custos para reconhecimento destas autorizações em cartório são de responsabilidade dos participantes.

4. Fica proibida a participação no Concurso de funcionários e respectivos parentes de primeiro grau das empresas do Grupo Telefônica, da Fundação Telefônica, do CEATS/FIA, ANDI e Canal Futura.

Inscrição

5. Para participar do Concurso, todos os interessados deverão preencher corretamente a ficha de inscrição de dados cadastrais disponível no Portal Pró-Menino e enviar um causo em formato texto ou em formato vídeo.

5.1. Histórias no formato TEXTO deverão ser enviadas, juntamente com a ficha de inscrição preenchida, à coordenação do Concurso pela Internet, por meio do formulário disponível no Portal (www.promenino.org.br), ou via postal para a Caixa Postal 61.506, CEP 05424-970, São Paulo, SP, a partir de 04 de abril de 2011 até o dia 27 de junho de 2011. No caso de envio pela via postal, o texto pode ser digitado ou escrito à mão, devendo respeitar o número permitido de caracteres, mencionado no item 11 deste regulamento. Quando escrito à mão o texto não deverá ultrapassar o limite de 2 (duas) folhas, utilizando frente e verso.

5.2 A inscrição de histórias no formato VÍDEO será realizada em 2 (duas) etapas. Na primeira etapa a organização ou produtora deverá enviar sua ficha de inscrição preenchida, à coordenação do Concurso pela Internet, por meio de formulário disponível no Portal ( www.promenino.org.br), ou via postal para a Caixa Postal 61.506, CEP 05424-970, São Paulo, SP, a partir de 04 de abril de 2011 até o dia 27 de junho de 2011. Na segunda etapa a organização ou produtora deverá, necessariamente, enviar 2 (duas) cópias de seu vídeo em mídia de CD ou DVD. As cópias deverão estar identificadas com o número da inscrição realizada na primeira etapa e o nome da organização ou produtora. Os formatos permitidos para envio dos vídeos são: AVI / MPEG4 / WMV / MOV / FLA / VOB. Os vídeos deverão respeitar o tempo de duração mencionado no item 10 deste regulamento.

5.3. Só serão aceitas as inscrições para o formato texto e vídeo postadas até às 23:59 horas do dia 06 de junho de 2011. O envio do vídeo em mídia deverá ser realizado até às 23:59 do dia 08 de julho de 2011. Só serão aceitos os vídeos enviados por organizações ou produtoras inscritas previamente. A Coordenação do Concurso não se responsabiliza por quaisquer problemas relacionados ao extravio ou demora excessiva na entrega de inscrições, textos ou vídeos por parte do serviço dos Correios ou similar, nem por quaisquer problemas de acesso, conexão à internet ou problemas de servidor do usuário.

5.4. A Coordenação do Concurso poderá prorrogar o prazo de inscrição e de envio de vídeos pelo período que achar conveniente.

5.5. Não haverá cobrança de taxa de inscrição.

5.6. O participante do Concurso pode concorrer com quantas histórias em texto ou vídeo quiser, ficando vedada, entretanto, a inscrição da mesma história em mais de uma categoria. Caso isto ocorra, todas as inscrições da mesma história serão desclassificadas.

5.7. Caso o participante envie mais de uma versão de sua história ou vídeo, será considerada para o concurso, a última versão, ficando a(s) versão(ões) anterior(es) automaticamente desclassificada(s).

5.8. Os causos em formato texto poderão ter mais de um autor. No entanto, para finalidade de inscrição, premiação e responsabilização, pelo conteúdo apresentado no presente concurso, valerá apenas o primeiro nome indicado na ficha de inscrição.

5.9 Os causos em formato vídeo poderão ter mais de um autor desde que estes estejam vinculados a organização social ou produtora. Para finalidade de inscrição, premiação e responsabilização, pelo conteúdo apresentado no presente concurso, valerá a razão social da organização ou produtora e seu respectivo representante legal.

Categorias da Premiação

6. Serão premiadas histórias nas seguintes categorias:

a) Categoria “ECA como Instrumento de Transformação”: trata-se de uma categoria em que qualquer história de transformação social de crianças ou adolescentes relacionada ao ECA pode ser relatada, desde que não se enquadre na categoria “ECA na Escola”.

b) Categoria “ECA na Escola”: esta categoria prioriza a ação da escola, representada ao menos por um de seus membros participantes, tais como professor, diretor, coordenador, aluno, monitor e outros em prol da garantia e promoção dos direitos da criança e do adolescente preconizados no ECA.

c) Categoria “ECA atrás das câmeras”: trata-se de uma categoria em que qualquer história de transformação social de crianças ou adolescentes relacionada ao ECA pode ser relatada através da produção de um vídeo. A inscrição é feita pela organização ou produtora, mas os vídeos devem ter sido produzidos pelos próprios adolescentes e jovens e/ou com a participação destes. A iniciativa tem como objetivo fortalecer o protagonismo juvenil e a divulgação destes produtores sociais engajados na defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

6.1. Ao se inscrever para o Concurso o participante deve escolher a categoria em que pretende concorrer, “Eca como Instrumento de Transformação” e “Eca na Escola” para histórias em formato de texto, e “ECA atrás das câmeras” para histórias em formato vídeo.

Prêmios

7. Os prêmios deste concurso são:

a) Categoria “ECA como Instrumento de Transformação”:
1º Colocado: R$15.000,00 (quinze mil reais)
2º Colocado: R$10.000,00 (dez mil reais)
3º Colocado: R$ 5.000,00 (cinco mil reais)

b) Categoria “ECA na Escola”:
1º Colocado: R$15.000,00 (quinze mil reais)
2º Colocado: R$10.000,00 (dez mil reais)
3º Colocado: R$ 5.000,00 (cinco mil reais)

c) Categoria “ECA atrás das câmeras”:
1º Colocado: R$15.000,00 (quinze mil reais)
2º Colocado: R$10.000,00 (dez mil reais)
3º Colocado: R$ 5.000,00 (cinco mil reais)

d) Premiação por Júri Popular - Textos:
1º. Colocado: R$10.000,00 (dez mil reais)

e) Premiação por Júri Popular - Vídeos:
1º. Colocado: R$10.000,00 (dez mil reais)

7.1. Os valores informados na cláusula 7 deste regulamento são brutos, e estarão sujeitos à retenção do Imposto de Renda na Fonte, nos termos da legislação vigente.

7.2. Os 20 finalistas das categorias “ECA como Instrumento de Transformação” e “ECA na Escola” terão seus causos veiculados em uma publicação impressa e em uma publicação multimídia e que serão lançadas no dia da premiação oficial dos vencedores do 7º Concurso Causos do ECA.

7.3. Os 5 finalistas da categoria “ECA atrás das câmeras” terão seus vídeos veiculados em uma publicação multimídia que será lançada no dia da premiação oficial dos vencedores do 7ºConcurso Causos do ECA e na programação do Canal Futura.

Premiação definida por Júri Popular

8. Além dos causos premiados pelos Comitês de Avaliação, será realizada uma votação popular on line para os finalistas de histórias em formato texto e formato vídeo, do dia 03 de outubro de 2011 às 17:00 horas do dia 31 de outubro de 2011 via Portal Pró-Menino, em que qualquer pessoa poderá votar no causo finalista que mais gostou.

8.1 Cada pessoa poderá realizar via internet 2 (dois) votos para a escolha dos causos que serão premiados por Júri Popular: (1) um voto para histórias em formato texto e (1) um voto para histórias formato vídeo. Para validação dos votos os internautas deverão realizar o cadastro e informar seu número de CPF. Após o cadastro destas informações e a escolha do voto um email será enviado automaticamente ao endereço eletrônico do internauta para que seu voto seja validado. Os votos que não forem validados não serão contabilizados. A organização do concurso não se responsabiliza pelo bloqueio das confirmações em razão de problemas no servidor de email do internauta ou por serviços de anti-spam.

8.2. Os autores dos causos mais votados receberão os prêmios por Júri Popular- Texto e Júri Popular - Vídeo conforme os itens “d” e “e” da cláusula 7 deste regulamento.

Seleção e Avaliação dos Causos em formato texto

9. Após a data final do prazo de inscrição, a Coordenação do Concurso fará a triagem das histórias semifinalistas, 15 para cada categoria. Em seguida a equipe do Portal fará contato com os autores que tiveram seus causos classificados para checar as informações ali contidas. Será necessário oferecer, além do próprio testemunho, uma outra fonte que possa confirmar a história.

9.1. Checadas as histórias, a Coordenação de Concurso selecionará as 10 histórias finalistas de cada categoria “ECA como Instrumento de Transformação” e “ECA na Escola”. Estas 20 histórias finalistas serão encaminhadas ao Comitê de Avaliação.

9.2. O Comitê de Avaliação será formado por 1 (um) integrante da ANDI, 3 (três) pessoas atuantes na área da infância e juventude e 1 (um) representante da área da literatura, todos escolhidos pela Coordenação do Concurso.

9.3. O Comitê de Avaliação escolherá, de forma soberana e irrecorrível, as 3 (três) histórias premiadas de cada categoria.

9.4. A Coordenação do Concurso poderá escolher, ainda, Menções Honrosas após as decisões do Comitê de Avaliação. As Menções Honrosas independem da categoria em que o causo foi enquadrado e constituem-se em uma certificação de qualidade do causo. A eventual publicação das Menções Honrosas ficará a critério da Coordenação de Concurso.

Seleção e Avaliação dos Causos em formato vídeo

10. Após a data final do prazo de inscrição, a Coordenação do Concurso fará a triagem de 10 (dez) histórias semifinalistas da categoria “ECA atrás das câmeras”. Em seguida a equipe do Portal fará contato com as organizações ou produtoras que tiveram seus vídeos classificados para checar as informações sobre a veracidade das histórias e a conformidade da documentação. Será necessário oferecer, além do próprio testemunho, uma outra fonte que possa confirmar a história.

10.1. Checadas as histórias, a Coordenação de Concurso selecionará as 5 (cinco) histórias finalistas em formato vídeo. Estas 5 (cinco) histórias finalistas serão encaminhadas ao Comitê de Avaliação da categoria “ECA atrás das câmeras”.

10.2. O Comitê de Avaliação da categoria “ECA atrás das câmeras” será formado por 1 (um) integrante do Canal Futura, 1 (um) especialista da área da infância e juventude e 1 (um) cineasta, todos escolhidos pela Coordenação do Concurso.

10.3. O Comitê de Avaliação escolherá, de forma soberana e irrecorrível, as 3 (três) histórias premiadas da categoria “ECA atrás das câmeras”

Critérios de avaliação dos causos em formato texto

11. O texto final deve conter entre 2.800 e 6.000 caracteres, contando os espaços entre as palavras.

11.1. Os textos devem ser histórias verídicas de cidadania vivida em função da aplicação das normas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

11.2. Os causos em formato texto devem ser contados/escritos na forma de prosa. É obrigatória a colocação de título na história.

11.3. O texto inscrito deve ser, obrigatoriamente, original, inédito e escrito.

11.2. Os causos em formato texto devem ser contados/escritos na forma de prosa. É obrigatória a colocação de título na história.

11.3. O texto inscrito deve ser, obrigatoriamente, original, inédito e escrito em Língua Portuguesa. Entende-se por inédito o que não tenha sido editado ou publicado (parcialmente ou em sua totalidade) em antologias, coletâneas, suplementos literários, jornais, revistas, Internet, exposições ou outras publicações.

11.4. Os causos considerados ofensivos, apelativos ou inapropriados serão desconsiderados pela Coordenação de Concurso por decisão soberana e irrecorrível.

11.5. Com vistas à preservação dos direitos à imagem e dignidade da pessoa humana, os nomes das pessoas envolvidas no causo devem ser alterados.

11.6. Caso haja mais de um texto sobre a mesma história, enviados por participantes distintos, prevalecerá, a critério do Comitê de Avaliação, o melhor relato.

11.7. O Comitê de Avaliação poderá desclassificar as histórias inscritas em função da escolha equivocada da categoria pelo participante do Concurso.

11.8. O Comitê de Avaliação, para a escolha dos vencedores, levará em conta os seguintes critérios:
Critérios de avaliação dos causos em formato vídeo

12. Os vídeos deverão ter, necessariamente, de 1 minuto a 5 minutos de duração, ter até 40 MB, com dimensão mínima de 320x240 pixels. O participante que não respeitar o limite previsto de tempo, tamanho e dimensão estará sujeito à desclassificação.

12.1. Os vídeos podem ser produzidos em câmeras de vídeo (profissionais ou amadoras); em câmeras fotográficas digitais com recursos de filmagem e telefones celulares.

12.2. Os vídeos devem relatar histórias verídicas de cidadania vivida em função da aplicação das normas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

12.3. Os trabalhos apresentados serão de livre criação no que ser referir a estilo e podem ter a forma de documentário, animação, vídeo-arte etc.

12.4. Os vídeos inscritos devem ser, obrigatoriamente, originais, inéditos e em Língua Portuguesa (quando for utilizada a expressão oral). Entende-se por inédito aquele que não tenha sido objeto de transmissão em circuito cinematográfico, exibido em rede aberta ou fechada de TV, assim como por quaisquer outros meios físicos e aéreos de transporte de sinais, inclusive via Internet ou, ainda, fixado em qualquer tipo de suporte material posto ao alcance do público.

12.5. Os vídeos considerados ofensivos, apelativos ou inapropriados serão desconsiderados pela Coordenação de Concurso por decisão soberana e irrecorrível.

12.6. Com vistas à preservação dos direitos à imagem e dignidade da pessoa humana, os nomes das pessoas envolvidas no vídeo devem ser alterados.

12.7. Fica terminantemente proibida, nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente, a reprodução de imagens que atentem contra a dignidade e preservação da integridade física, psíquica e moral da criança e/ou adolescente ou que de qualquer modo venha concorrer para a exposição do menor à situação vexatória, discriminatória, violenta ou constrangedora.

12.8. É de responsabilidade exclusiva do participante a obtenção prévia e expressa de toda e qualquer autorização, licença ou cessão de direitos, relativos a obras intelectuais (textos, músicas, fotografias, obras de arte etc.) ou imagens de pessoas retratadas no vídeo, necessários para o pleno atendimento de toda a legislação pertinente, em especial, a legislação autoral e àquelas relacionadas ao uso de imagem e voz. O participante deverá, ainda, arcar com os custos das taxas relativas a direitos autorais e conexos de qualquer espécie, que possam ser exigidos para a concessão de tais autorizações, garantindo a livre divulgação de sons, imagens e informações pela Fundação Telefônica.

12.9. Os vídeos que utilizarem imagens de crianças (como protagonistas ou figurantes) deverão encaminhar, junto às cópias da mídia, autorização dos pais ou responsáveis com autenticação da firma em cartório e alvará expedido pelo juiz autorizando a participação das crianças e adolescentes tanto nas filmagens quanto na exibição dos vídeos em diferentes canais. A autorização e o pedido de alvará deverão seguir o modelo disponível no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br).

12.10. A Fundação Telefônica se reserva o direito de verificar, a qualquer tempo, a regularidade de todos os direitos autorais, conexos e de imagem presentes ou incidentes na versão final do vídeo, ficando a seu exclusivo critério decidir a sanção ao vídeo que desatender essas exigências.

12.11. O participante responderá, de forma exclusiva e integral, por eventuais demandas, alegações de plágio ou reivindicações de terceiros, fundadas em violação a direitos autorais, conexos, de propriedade industrial, inclusive pela omissão de informações, assegurando a Fundação Telefônica o pleno ressarcimento por possíveis prejuízos sofridos a esse título. Ao submeter um vídeo ao Concurso o participante declara tratar-se de uma obra sua e que não viola direitos associados a qualquer outra produção existente.

12.12. Os vídeos inscritos devem vir acompanhados de um memorial descritivo com identificação dos diretores, atores, roteiristas, realização, montagem, edição, título etc. Solicitamos também autorização do uso de imagem de todos os participantes do produto audiovisual. O memorial descritivo e a autorização de uso de imagem deverão seguir o modelo disponível no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br).

12.13. Caso haja mais de um vídeo sobre a mesma história, enviados por participantes distintos, prevalecerá, a critério do Comitê de Avaliação, o melhor deles.

12.14. Para melhor apresentação artística das histórias nesta linguagem, sugere-se a edição dos vídeos.

12.15. O Comitê de Avaliação, para a escolha dos vencedores, levará em conta os seguintes critérios:

a) relevância e a aplicação do ECA na história;
b) correta aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente na situação em questão;
c) exemplo de cidadania;
d) transformação da realidade da criança ou do adolescente;
e) criatividade de apresentação da história no formato vídeo e
f) aspectos formais relacionados à execução da peça (edição, roteiro, coerência lógica, sonoplastia e recursos cenográficos).

12.16. Os 5 vídeos finalistas deverão ainda se comprometer em realizar adequações finais em sua produção, se necessário, para que estas estejam adequadas aos diferentes meios de exibição e para inserção de logomarcas e créditos.

Do evento de premiação

13. Será realizado um evento no mês de novembro de 2011 que premiará os vencedores. Na ocasião, ocorrerá o lançamento das publicações impressa e digital com os causos finalistas.

13.1. Para os autores dos causos finalistas não residentes na cidade onde acontecerá a premiação, serão pagas todas as despesas com transporte aéreo, hospedagem e alimentação durante o evento. Caso o ganhador seja menor de idade, o responsável legal que o acompanhar para o evento de premiação fará jus aos mesmos benefícios (despesas com transporte aéreo / hospedagem / alimentação).

13.2. A coordenação do concurso não arcará com as despesas de transporte local (percurso de ida e volta entre casa/aeroporto ou rodoviária) e não reembolsará o uso de taxi para deslocamentos.

13.3. Em caso de utilização de transporte aéreo pelos finalistas a organização do concurso realizará a emissão das passagens em datas e horários acordados com os finalistas. A organização não cancelará passagens já emitidas e não realizará alterações de passagens. Caso alterações e cancelamentos sejam necessários, estas serão de responsabilidade do finalista e este deverá arcar com estas despesas.

13.2. Considera-se autor para os fins desta cláusula apenas o primeiro nome inscrito na ficha de inscrição, de acordo com o que dispõe a cláusula 6.8 deste regulamento.

Organização:


Outros Dados:
2. O Concurso Causos do ECA é promovido pela Fundação Telefônica (pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita no CNPJMF sob o nº 02.985.136/0001-23, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 1.188, 3º andar, na Capital do Estado de São Paulo, devidamente representada na forma de seu Estatuto Social), por meio do seu Portal Pró-Menino, em parceria com o CEATS – Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor, programa da FIA – Fundação Instituto de Administração (pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita na CNPJMF sob nº 44.315.919/0001-40, com sede na Rua José Alves Cunha Lima, nº 172, Rio Pequeno, na Capital do Estado de São Paulo, devidamente representada na forma de seu Estatuto Social e alterações posteriores), gestor executivo do Portal Pró-Menino. O Concurso Causos do ECA conta, também, com a parceria da ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância (pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita na CNPJMF sob nº36.751.345/0001-24, com sede no SDS, Edifício Boulevard Center, Bloco A, sala 101, Brasília – DF, devidamente representada na forma de seu Estatuto Social e alterações posteriores) e com o Canal Futura (pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, inscrita no CNPJMF sob no. 29.527.413, com sede na Rua Santa Alexandrina, 336, Rio Comprido, Rio de Janeiro, devidamente representada na forma de seu Estatuto Social).Cabe à equipe do CEATS/FIA a responsabilidade de coordenar, organizar e executar o concurso, bem como premiar os finalistas; à ANDI, participar do comitê de avaliação dos causos inscritos no concurso e colaborar na divulgação do Concurso e, ao Canal Futura, a participação do comitê de avaliação dos causos inscritos no concurso na categoria “ECA atrás das Câmeras” e colaborar na divulgação do Concurso e dos vídeos premiados.

Disposições Finais

14. Todos os participantes/premiados do concurso cedem e transferem à Fundação Telefônica, na integralidade, a título universal, em caráter total, definitivo, irrevogável e irretratável, todos os direitos patrimoniais de autor sobre os textos e vídeos selecionados, pelo que autorizam, desde já, a veiculação dos causos no Portal Pró-Menino (www.promenino.org.br), bem como em publicações em papel, em DVD ou qualquer outro meio digital, ressalvado o direito de ser mencionada a autoria dos causos em toda e qualquer veiculação.

14.1. Autorizam, também, a divulgação e a disponibilização dos causos em outros veículos de comunicação, bem como a divulgação e disponibilização das histórias contadas nos causos, que poderão ser reescritas, editadas e divulgadas em papel ou por meio de áudio e/ou vídeo, além da inscrição dos causos em outros concursos culturais e/ou festivais, tudo sem qualquer ônus para o Portal Pró-Menino, Fundação Telefônica ou a Produtora dos Vídeos ou Áudios.

14.2. Sem ônus para o Portal Pró-Menino, todo candidato inscrito autoriza a utilização de seu nome, imagem e voz, por quaisquer meios, seja para fins de pesquisa ou para divulgação junto aos meios de comunicação.

14.3. As autorizações são concedidas a título gratuito, abrangendo o uso do material em questão em todo o território nacional e no exterior, das seguintes formas: (i) folhetos em geral; (ii) folder de apresentação; (iii) anúncios em jornais e revistas em geral; (iv) páginas na Internet; (v) mídia eletrônica (vídeos, televisão, cinema, programa de rádio entre outros).

14.4. A Coordenação do Concurso poderá aprimorar o conteúdo ou a ortografia dos causos enviados com a finalidade de garantir uma publicação de qualidade sem, contudo, descaracterizá-lo.

14.5. A Coordenação do Concurso (CEATS/FIA), bem como a Fundação Telefônica, a ANDI e o Canal Futura eximem-se de qualquer responsabilidade, inclusive autoral, pelo envio e pela publicação de causos cujos textos não sejam de autoria do participante que o enviou.

14.6. Toda inscrição será automaticamente registrada no Banco de Dados do Portal Pró-Menino.

14.7. Na ocorrência de situações não previstas neste regulamento ou que gerem qualquer tipo de dúvida para o participante, caberá aos membros do Comitê de Avaliação a elaboração de parecer que subsidiará a decisão, soberana e irrecorrível, da Coordenação do Concurso no Portal Pró-Menino.

14.8. Os textos e vídeos enviados não serão devolvidos sob nenhuma hipótese para o remetente.

14.9. A inscrição implicará, por parte do participante, na aceitação dos termos deste regulamento. As autorizações aqui previstas são concedidas em caráter irrevogável, irretratável e gratuito, abrangendo todo o território nacional e também o exterior.