31 de julho de 2011

Marcadores

Esta publicação é utilizada apenas para manter ao menos uma publicação online com os marcadores abaixo, a fim de evitar que os marcadores deixem de aparecer na barra lateral do blog.

Quando não há nenhuma publicação com o marcador, ele some automaticamente; mas não retorna automaticamente quando alguma publicação é inserida. Julgamos ser mais interessante deixar os marcadores fixos, gerando um ruído, do que correr o risco da falta de informação.

28 de julho de 2011

Resultado - Prêmio Pequeno Escritor

RESULTADOS DA X EDIÇÃO - 2010/2011

A) CATEGORIA INFANTIL - PROSA

1º lugar: Thainá de Souza Borges Marciano, 13 anos
"Rick Riordan e o Olimpo"

2º lugar: Danielle de Souza Sano, 11 anos
"Fazendo novas amizades"


B) CATEGORIA INFANTIL - VERSO

1º lugar: Karoline G. R. Custódio, 12 anos
"Palavras de Ruth Rocha"

2º lugar: Victor Hugo Matias Costa, 13 anos
"A reinvenção de Cecília"

3º lugar: Luíza Rafih Abud, 11 anos
"Galanteios ao Menino Maluquinho"

Resultado - 2º Concurso Poetizar o Mundo

Informamos que os ganhadores do concurso são:


1º CIRCUMAMBULATIO, Jorge Xerxes;
2º A OUTRA MONTANHA João Elias Antunes de Olivei;
3 NO TEU CORPO, de Antonio Rodrigues Belon


Menções Honrosas:


ARS POÉTICA de Rogério Luz
NADA SABER É UM PRIVILÉGIO de Geraldo Trombin.

30.09.2011 - 3º Concurso Poetizar o Mundo

Informações:
a) Concurso de Poesias (minimalistas - até 5 linhas)
b) Inscrição por E-mail

Prazo: 30 de Setembro de 2011


Fonte:


Regulamento:
1) O Concurso de Poemas tem como objetivo estimular a produção literária e é destinado a todas as pessoas maiores de 18 anos que apresentem um poema minimalista inédito e escrito em português.

2) O tema é livre, a inscrição é gratuita e poderá ser feita até 30 de setembro /2011.

3) Cada concorrente poderá participar com apenas um poema minimalista (até 5 versos ou linhas) inédito (ou seja, ainda não impresso em papel, nem publicado na internet), que não tenha sido premiado em outro concurso.

4) Consideram-se inscritas as obras enviadas pelo e-mail: isabelfurini@hotmail.com
Em "assunto": 3º Concurso de Poesia: "Poetizar o Mundo".
Poema no corpo do e-mail, sem anexo, escrito em língua portuguesa, digitado em espaço 2 (dois), com fonte Arial, tamanho 12 (doze).

5) Deverá constar no final: o título do poema, nome completo do autor, seu endereço, e-mail, telefone, RG, e 4 ou 5 linhas de currículo.

6) A comissão julgadora será composta pelo professor, poeta e escritor Alvaro Posselt e pela poeta Maria Edna Holer de Oliveira, autora do livro “Alvorecer da Poesia”, pela editora Protexto de Curitiba.

7) Premiação: o primeiro lugar receberá troféu e diploma. O segundo e terceiro lugares receberão diplomas. Poderão ser escolhidas até três Menções Honrosas, que também receberão diplomas.

8) O resultado do concurso será divulgado em sites literários da Internet e no blog: http://www.isabelfurini.blogspot.com/ - e Falando de Literatura, do Bonde News.

9) O resultado será divulgado até 10 de novembro/11. Na ocasião, também serão homenageadas com placa comemorativa duas personalidades do mundo das letras: o bibliotecário José Domingos Brito, organizador das Antologias Como Escrever e Por que Escrever, e o poeta e escritor Cyl Gallindo da Academia Pernambucana de Letras.

10) O encaminhamento dos trabalhos na forma prevista neste regulamento implica concordância com as disposições nele consignadas.


Os troféus e placas foram doadas pela poeta Maria Edna Hole de Oliveira.


Organização:

Resultado - X Concurso Cleber Onias Guimarães

1) Modalidade: Poesia

A) local (São Paulo-Capital) - adulto

1º lugar: Gláucio Junqueiróz Teixeira
1ª menção honrosa: Gilberto José De Oliveira
2ª menção honrosa: Renata Paccola

B) nacional / exterior - adulto

1º lugar: Maria De Fátima Andrade (São Luís - Maranhão)
Menção honrosa: António José Barradas Barroso (Portugal)

C) nacional / exterior - juvenil

1º lugar: Pedro Felipe De Oliveira (Caconde - SP)
Menção honrosa: Amanda De Moura Costa (Mogi Das Cruzes - SP)

D) local (São Paulo-Capital) juvenil

(nesta categoria não houve primeira colocação)
1ª menção honrosa: Érica Sena De Araújo
2ª menção honrosa: Larissa Caldin De Oliveira


2) modalidade: conto

A) nacional / exterior - adulto

Nesta categoria o primeiro lugar foi dividido entre dois concorrentes

A) andré telucazu kondo (jundiaí - SP) e
B) Renato Vieira Ostrowski (Campo Magro - PR)
2º lugar: Dinis Reis Sutil Muacho (Portugal)

B) local (São Paulo-Capital) - adulto

(não houve classificação em primeiro lugar)

Menção honrosa: Tomas Buteler
Menção honrosa: Guilherme Sakuma

C) juvenil - nacional/exterior

Thiago Pacheco Ramos

D) juvenil - local (São Paulo-Capital)

(não houve trabalhos contemplados nessa categoria)


3) Modalidade: Crônica

A) nacional / exterior - adulto

1º lugar: Renato Alves (Rio de Janeiro)
Menção honrosa: Saulo Barreto Lima Fernandes (São Luís - MA)
Menção honrosa: Roque Aluísio Weschenfelder (Santa Rosa - RS)

B) nacional / exterior - juvenil

1º lugar: Fernanda Frasson Martendal (Florianópolis - SC)

(não houve premiações nas categorias adulto/local e juvenil/local)

25 de julho de 2011

19.08.2011 - Concurso Literário do Campus Barbacena

a) Concurso de Crônicas e Poesias
b) Apenas para alunos do IF Sudeste MG – Campus Barbacena
c) Publicação em Antologia (15 textos de cada gênero)

Prazo: 19 de Agosto de 2011


Fonte:

Regulamento:
1 – DA NATUREZA DO CONCURSO
1.1 – O Concurso Literário do IF Sudeste MG Campus Barbacena é uma promoção exclusivamente cultural que visa à descoberta de talentos literários entre os alunos do referido Campus.
1.2 – Serão selecionados 30 textos literários, que comporão um livro, a ser publicado pelo IF Sudeste MG – Campus Barbacena.
1.3 – Poderão ser inscritos apenas textos literários nos gêneros crônica e poesia (serão selecionados 15 textos de cada gênero).
1.4 – A temática é livre.
1.5 – Cada texto poderá ter no máximo 2 páginas digitadas em espaço 1,5, letra Times New Roman, tamanho da fonte 12. Margens: 2 cm (superior e inferior, esquerda e direita). (Observação: só serão aceitos textos digitados.)
1.6 – A digitação deverá ser feita em papel tamanho A-4, sem utilização do verso da folha.
1.7 – O candidato inscrito deverá entregar, num envelope, os seguintes itens:
a) o texto concorrente, digitado, numa versão não identificada;
b) um envelope lacrado, contendo uma cópia do texto assinada, conforme descrito no item 1.8 e o Termo de Compromisso previsto no item 2.2.
1.8 – Para que seja garantida a lisura do concurso literário, a comissão julgadora lerá os originais não identificados e, somente depois da seleção concluída, abrirá o envelope com a cópia assinada, para identificação da autoria.
1.9 – Todo o material a ser apresentado pelo candidato inscrito deverá ser entregue no Setor de Comunicação, que funciona junto à Coordenadoria de Integração Escola Comunidade - CIEC.

2 – DAS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAÇÃO
2.1 – Poderá inscrever-se qualquer aluno do IF Sudeste MG – Campus Barbacena, regularmente matriculado em um dos cursos oferecidos pelo Campus.
2.2 – Por questões éticas, o aluno inscrito deverá assinar um termo de compromisso (anexo I), afirmando que o texto concorrente é original, isto é, de sua própria autoria; responsabilizando-se por quaisquer danos a direitos autorais, caso seja constatado que o referido texto é cópia integral ou plágio de outro já publicado, seja em versão impressa, seja em versão digital.
2.3 – O candidato não pode, em momento algum, pedir auxílio de qualquer natureza aos professores de Língua Portuguesa desta instituição, uma vez que alguns dos professores farão parte da banca julgadora. Se for constatada alguma irregularidade nesse sentido, a inscrição do candidato será cancelada, e o professor não poderá participar da comissão julgadora.
2.4 – Os interessados deverão concorrer com trabalhos individuais.
2.5 – Cada aluno poderá concorrer com apenas 01 (um) trabalho.

3 – DO PERÍODO DE INSCRIÇÕES
3.1 – Para concorrer, os interessados deverão entregar os trabalhos originais, até 19 de agosto de 2011, na sala da Coordenadoria de Integração Escola Comunidade – CIEC.

4 – DO RESULTADO FINAL E DA PUBLICAÇÃO
4.1 – O resultado final será tornado público a partir do dia 19 de setembro de 2011, por meio do site oficial do Campus, do Jornal Noticiário Interativo e em listas afixadas nos quadros de avisos dos prédios do Campus Barbacena.
4.2 – Serão divulgados os nomes dos 15 (quinze) primeiros classificados, em cada uma das categorias textuais propostas.
4.3 – Os participantes deste Concurso concordam automaticamente em ceder seus direitos autorais para publicação das produções textuais pelo IF Sudeste MG – Campus Barbacena.
4.4 – A publicação dos 30 (trinta) textos selecionados será feita sob a forma de uma coletânea, a ser lançada no mês de novembro de 2011, preservada a menção de crédito, de acordo com o que trata a legislação específica de direitos autorais no País.

5 - CONSIDERAÇÕES GERAIS:
5.1 – A simples remessa de trabalhos significa aceitação completa deste regulamento. Os casos omissos serão julgados pela Comissão Organizadora, a quem cabe decisões definitivas e irrecorríveis. Os trabalhos remetidos, premiados ou não, passarão a pertencer ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Sudeste de Minas Gerais, Campus Barbacena e estarão arquivados por 1 (um) ano. Recomenda-se ao autor manter uma cópia em seu poder. Dados incompletos na ficha de inscrição implicarão na desclassificação do concorrente.
5.2 – A banca da comissão organizadora é tão-somente responsável pela coordenação do evento. Se, por motivos de força maior, a publicação não se realizar, sem que isso tenha qualquer relação com as competências da coordenação, a comissão não poderá ser responsabilizada pela não conclusão do concurso.

Mais informações no site www.barbacena.ifsudestemg.edu.br ou pelo telefone (32)3693-8612

23 de julho de 2011

31.08.2011 - Concurso Servir com Arte - Escola de Governo do PR

a) Concurso de Contos, Crônicas e Poesias
b) Restrito a servidores públicos do poder executivo do estado do Paraná
c) Publicação em Antologia (45 textos - 10 exemplares para cada autor)

Prazo: 31 de Agosto de 2011

Premiação:
I) 1º: R$ 3.000,00 / 2º: R$ 2.000,00 / 3º: R$ 1.000,00.


Fonte:


Regulamento:
Público-alvo
Servidores públicos dos quadros próprios, regimes temporários, cargos comissionados e inativos da administração direta e indireta do Poder Executivo do Estado do Paraná, exceto os estagiários e os alocados na Escola de Governo do Paraná, sendo permitida a inscrição em apenas uma das quatro modalidades: conto, poesia, crônica ou fotografia.

Das inscrições e prazos
Art. 1º As inscrições ao Concurso de Conto, Poesia e Crônica serão realizadas no período de 20 de julho a 31 de agosto de 2011, no Portal do Conhecimento da Escola de Governo do Paraná:
www.escoladegoverno.pr.gov.br, sendo que:
I - O servidor deverá efetuar a pré-inscrição no Portal do Conhecimento, imprimir a ficha de inscrição e enviar a ficha preenchida, juntamente com o conto, a poesia ou a crônica, e a Declaração de Autoria (art. 2º, VII), em envelope lacrado e identificado, via correio com Aviso de Recebimento (AR) ou pessoalmente no endereço da Escola de Governo do Paraná, Programa Servir com Arte - Concurso de Conto, Poesia e Crônica, Rua Máximo João Kopp, nº 274 - Bloco VI - Santa Cândida - CEP 82.630-900 - Curitiba - Paraná.
II – Será considerado como prazo final para envio/entrega da ficha de inscrição do conto, da poesia ou da crônica o dia 31 de agosto de 2011 e a data do carimbo de postagem ou as que forem entregues pessoalmente até às 17:00 horas no endereço especificado anteriormente, caso contrário, são sumariamente desclassificadas.
III - A inscrição será considerada efetivada somente após sua validação pela chefia da unidade de recursos humanos onde o servidor está alocado;
IV - Será permitida a inscrição de um único conto, poesia ou crônica, a ser enviado conforme art. 2º.

Do formato e apresentação do conto, poesia ou crônica
Art. 2º O conto, poesia ou crônica inscrito deverá ser enviado em 04 (quatro) vias impressas, em papel tamanho A4, bem como em CD-ROM, com no máximo 10 (dez) páginas para o conto, 03 (três) páginas para a poesia e 03 (três) páginas para a crônica, utilizando fonte arial, tamanho 12, espaço entrelinhas 1,5, sendo que:
I – Nas 04 (quatro) vias do conto, poesia ou crônica deve constar o título.
II – Em apenas 01 (uma) das 04 (quatro) vias do conto, poesia ou da crônica, no verso e em etiqueta adesiva, deverá constar os dados completos do autor, como nome, endereço, telefone, e-mail, RG, órgão, cidade.
III – Nas outras 03 (três) vias do conto, poesia ou da crônica não deverá constar qualquer referência ao nome e demais dados do autor.
IV - O conto, poesia ou crônica deverá ser inédito, não ter sido objeto de qualquer tipo de apresentação, veiculação ou publicação antes da inscrição no Concurso de Conto, Poesia e Crônica até a divulgação do resultado do Concurso e entrega dos prêmios aos vencedores.
V - O tema é livre e o texto deve ser em língua portuguesa, devidamente corrigido e adequado à norma padrão do conto,da poesia ou crônica.
VI - Caso se comprove que o conto, poesia ou crônica selecionado não é inédito, o participante será desclassificado e perderá o direito de receber o prêmio ou a menção honrosa.
VII - Declaração de Autoria (ver Anexo I)

Do julgamento e resultado
Art. 3º A Comissão Julgadora será composta por 03 (três) membros indicados pela Secretaria de Estado da Cultura, de comprovada atuação e vinculação com a área literária, para analisar, julgar e classificar os contos, poesias e crônicas, considerando os critérios de criatividade, originalidade e adequação à norma padrão pertinente, sendo que:
I - A Comissão deverá selecionar 03 (três) contos, 03 (três) poesias e 03 (três) crônicas vencedoras do Concurso e 12 (doze) contos, 12 (doze) poesias e 12 (doze) crônicas para receber menções honrosas, totalizando 45 (quarenta e cinco) selecionados.
II - A Comissão tem o direito de não atribuir colocação caso considere que os contos, poesias e crônicas inscritos não atendam aos critérios estabelecidos.
III - As decisões da Comissão Julgadora são soberanas e finais, não admitindo recurso.
IV - O processo de análise, julgamento e seleção dos contos, poesias e crônicas será registrado em ata assinada pelos membros da Comissão Julgadora e da Comissão Organizadora.
V - O resultado do Concurso de Conto, Poesia e Crônica será divulgado no mês de outubro de 2011 no Portal do Conhecimento da Escola de Governo do Paraná.

Da premiação
Art. 4º Os 03 (três) primeiros colocados na modalidade conto, os 03 (três) primeiros colocados na modalidade poesia e os 03 (três) primeiros colocados na modalidade crônica receberão prêmios em Cadernetas de Poupança da Caixa Econômica Federal, sendo que:
I - O primeiro colocado receberá R$ 3.000,00 (três mil reais), o segundo R$ 2.000,00 (dois mil reais) e o terceiro R$ 1.000,00 (mil reais).
II - Os prêmios são pessoais e intransferíveis.
III – Os contos, poesias e crônicas premiados serão publicados no livro Servir com Arte.
IV - Os 15 (quinze) primeiros classificados em cada uma das modalidades recebem 10 (dez) exemplares do livro Servir com Arte e 50 marcadores de página;
V - A Gerência Executiva da Escola de Governo do Paraná fará contato com os classificados do Concurso, após a publicação do resultado.

Das disposições finais
Art. 5º As inscrições dos contos, poesias e crônicas no Concurso devem atender todas as disposições do presente regulamento.

Art. 6º A Escola de Governo do Paraná, a Coordenação responsável pelo Concurso de Conto, Poesia e Crônica e a Comissão Organizadora não se responsabilizam por quaisquer danos que ocorram com os contos, poesias e crônicas decorrentes do envio, bem como por custos incorridos pelos participantes para confecção e envio dos contos, poesias e crônicas. Art. 7º Os contos, poesias e crônicas inscritas no Concurso em hipótese alguma serão devolvidos aos autores e os direitos autorais serão tratados na forma da Lei n° 9.610/98.

Art. 8º É vedada a participação no Concurso de Conto, Poesia e Crônica de membros da Comissão Organizadora, da Comissão Julgadora e de servidores alocados na Escola de Governo do Paraná.

Art. 9º Os casos omissos serão resolvidos pela Gerência Executiva da Escola de Governo do Paraná, ouvidas a Comissão Organizadora, a Comissão Julgadora e a Coordenação responsável pelo Concurso de Conto, Poesia e Crônica.

Art. 10. Maiores informações são obtidas no Portal do Conhecimento da Escola de Governo do Paraná

Organização:
(41) 3351-6145, 3351-6070 ou 3351-6148

Outros Dados:
Apresentação
O Programa Servir com Arte - Concurso de Conto, Poesia, Crônica e Fotografia da Secretaria de Estado da Administração e da Previdência tem como objetivo oportunizar a descoberta, nos órgãos/unidades da administração direta e indireta do Poder Executivo do Estado do Paraná, de servidores públicos que desejam manifestar seus dons artísticos e capacidade criadora na arte de fotografar ou escrever conto, poesia ou crônica, assim como:
- Promover o desenvolvimento da criação literária dos servidores para além do ambiente profissional.
- Expor a arte dos servidores como forma de reconhecimento, valorização e divulgação de seus talentos e aptidões artísticas em uma das quatro modalidades: conto, poesia, crônica ou fotografia.
- Promover intercâmbio cultural entre os órgãos/unidades.
- Premiar os três primeiros colocados nas quatro modalidades.
O Concurso de Conto, Poesia, Crônica e Fotografia é realizado pela Gerência Executiva da Escola de Governo do Paraná, sob o patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Secretaria de Estado da Cultura, da Biblioteca Pública do Paraná, do Museu da Imagem e do Som, da Fundação Araucária, da Rádio e Televisão Educativa do Paraná e do Teatro Guaira.

22 de julho de 2011

08.08.2011 - Prêmio Cidade de Teresina

Informações:
a) Concurso de Contos
b) Textos relacionados ou ambientados em Teresina
c) Restrito a piauienses natos ou radicados no Estado há pelo menos 03 (três) anos
d) Publicação em Revista

Prazo: 08 de Agosto de 2011

Premiação:
I) 1º Lugar: R$ 1.000,00


Fonte:


Regulamento:
CONCURSO CONTOS PRÊMIO CIDADE DE TERESINA / 2011

I - DO OBJETIVO
Art.1º. O concurso Literário “CONTOS PRÊMIO CIDADE DE TERESINA/2011”, promovido pelo Município de Teresina e coordenado pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, tem como finalidade premiar autores de contos situados em Teresina, ou que tenham a cidade como referência, dando ênfase às manifestações culturais locais, a seu espaço físico ou à história do município.

II - DOS CONCORRENTES
Art.2º. Poderão participar do concurso piauienses natos ou radicados no Estado há pelo menos 03 (três) anos.

Parágrafo Único: Fica vetada a participação de servidores, a qualquer título, da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, e respectivos familiares até 3º grau.

III – DA APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS
Art.3°. °. Os trabalhos terão que ser inéditos em 03 (três) cópias encadernados em espiral, em envelope lacrado especificando o concurso, o título da obra, o pseudônimo e requerimento endereçado ao Concurso Literário “CONTOS CIDADE DE TERESINA/2011” – Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Rua Félix Pacheco, n° 1430, Centro-Sul, CEP: 64.001-160 Teresina-PI. Deverá conter um segundo envelope lacrado contendo as seguintes informações:
• Título da obra;
• Pseudônimo do autor;
• Nome, endereço completo, assinatura e currículo resumido do autor.
Art.4°.Os contos concorrentes ao prêmio deverão ser apresentados com um mínimo de 04 (quatro) laudas digitadas em espaço 1,5 (um e meio), fonte “Arial” ou “Times New Roman”, em tamanho 12 (doze).
Art. 5º Cada autor poderá concorrer com somente 01 (um) conto de sua autoria.
Art.6º. Se houver interesse por parte dos autores, após a proclamação dos resultados, serão devolvidas as cópias dos trabalhos. Caso contrário, as obras serão destruídas 60(sessenta) dias após a divulgação do resultado.
Art.7º. Os prêmios atribuídos pelo presente Concurso denominar-se-ão “CONTOS CIDADE DE TERESINA/ 2011”, e serão assim distribuídos:
• 1º lugar: publicação, pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, na
Revista “Cadernos de Teresina”, na sua edição imediatamente posterior à divulgação do resultado; a quantia de R$ 1.000,00 (um mil reais); e outorga de menção honrosa.
• 2º lugar: publicação, pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, na Revista “Cadernos de Teresina”, na sua edição imediatamente posterior a divulgação do resultado; e outorga de menção honrosa.
• 3º lugar: outorga de menção honrosa.

IV - DA INSCRIÇÃO E DO PRAZO
Art. 8º. As inscrições são gratuitas e serão recebidas no endereço indicado no art. 3º deste Regulamento, sob os cuidados da Coordenação de Literatura e Editoração, no período de 08 de junho a 08 de agosto de 2011, no horário das 7h30min às 13h30min.
Art. 9º. Este Regulamento e ficha de inscrição estarão disponíveis no site:
www.fcmc.pi.gov.br, bem como na sede da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor

Chaves.
V - DA COMISSÃO JULGADORA
Art.10º. A Comissão Julgadora, composta de 03 (três) membros escolhidos entre profissionais notoriamente reconhecidos na área, será nomeada pela Presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, por meio de Portaria, logo após o período de inscrição.

Art. 11º. A Comissão Julgadora poderá deixar de atribuir os prêmios, não cabendo recurso dessa decisão.
Art.12º. A Presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves designará um servidor para secretariar a Comissão.
Art. 13º. A Comissão Julgadora terá um prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da Portaria que a designar, para apresentar o resultado dos julgamentos dos trabalhos.

VI. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
Art.14º. As inscrições implicam a plena aceitação, por parte do autor inscrito, do disposto neste Regulamento.
Art. 15º. O resultado do Concurso será anunciado publicamente pelo Presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, logo que a Comissão Julgadora indique, por relatório, os vencedores.
Art. 16º. Os casos omissos no presente Regulamento serão decididos pelo Presidente da
Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, de comum acordo com a Comissão Julgadora.
Art. 17º. Fica eleito o Foro da comarca de Teresina, Piauí, para dirimir quaisquer dúvidas ou controvérsias oriundas do presente Regulamento.

Organização:

20 de julho de 2011

Balanço Mensal - Julho

Com pouco mais de dois meses de existência, recebemos visitas de 24 dos Estados brasileiros e também do Distrito Federal; Até agora, só não recebemos visitas do Amapá e de Roraima, mas esperamos que, em breve, a notícia espalhe-se para aquele lado.


Mapa de visitas (quanto mais visitas, maior o círculo)

19 de julho de 2011

31.08.2011 - XII Concurso de Poesias Casimiro de Abreu

Informações:
a) Concurso de Poesias
b) Prazo: 31 de Agosto de 2011

Premiação:
I) 1º R$500,00 / 2º R$300,00 / 3º R$200,00


Fonte:


Regulamento:
1. Participantes:
1.1. Poderão participar do concurso moradores do município de Casimiro de Abreu, demais municípios do Brasil e brasileiros residentes no exterior, com idade a partir de 16 anos, completados até o dia 31 de agosto de 2011, que cumpram os requisitos deste regulamento.
1.1.1. Para os brasileiros residentes no exterior é necessário que possua uma conta bancária em qualquer banco no Brasil para recebimento da premiação.
1.2. Não poderão concorrer membros da Comissão Julgadora, servidores da Fundação Cultural Casimiro de Abreu e demais pessoas envolvidas na organização do Concurso.

2. Período de inscrição:
Os trabalhos deverão ser entregues na Fundação Cultural Casimiro de Abreu, Rua Salomão Ginsburg, 168, Centro – Casimiro de Abreu RJ – CEP 28860-000, no horário de 09h às 17h, de segunda a sexta-feira, entre 03 de maio e 31 de agosto de 2011 ou enviadas por Correio obedecendo as mesmas datas, valendo o carimbo postal como comprovante do prazo.

3. Textos:
3.1. Deverão ser escritos em língua portuguesa, digitados em papel branco A4, de um só lado da folha em fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 12, espaço 1,5, em 5 (cinco) vias;
3.2. O tema é livre
3.3. Não serão aceitos trabalhos manuscritos.
3.4. Os trabalhos deverão ser inéditos, isto é, que não tenham sido objeto de qualquer tipo de apresentação, veiculação ou publicação antes da inscrição no concurso e até a divulgação do resultado e entrega dos prêmios aos vencedores.
3.5. Cada concorrente poderá participar com apenas 1 (um) trabalho.
3.6. Nas páginas enviadas deverão conter somente o título da obra, a obra e o pseudônimo do autor.
3.6.1. Afim de resguardar a lisura da seleção dos trabalhos, os pseudônimos NÃO deverão guardar qualquer semelhança com o nome, apelido ou outro fator de identificação do concorrente.
3.7. Não serão aceitas, em nenhuma hipótese, trocas, alterações, inserções ou exclusões de partes ou de quaisquer das obras após a entrega, ainda que dentro do prazo de recebimento.

4. Apresentação dos Trabalhos – Envelope:
4.1. Os trabalhos deverão ser enviados dentro de um envelope endereçado da seguinte maneira:
XII CONCURSO LITERÁRIO DE POESIA
Fundação Cultural Casimiro de Abreu
Rua Salomão Ginsburg, 168, Centro
Casimiro de Abreu – RJ.
CEP 28860-000
4.1.1. No remetente deverá vir escrito o nome do autor e o endereço.
4.2. O pseudônimo NÃO poderá vir escrito no exterior do envelope.
4.3. TODAS as folhas dos trabalhos deverão conter apenas o pseudônimo no rodapé, sem assinatura ou qualquer tipo de identificação.
4.4. A ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada deverá vir dentro do envelope.
4.4.1. É importante o preenchimento correto da ficha de inscrição para correta identificação do participante e para facilitar contatos posteriores.
4.4.2. O preenchimento incorreto ou ilegível da ficha de inscrição poderá desclassificar o concorrente.
4.5. Não serão aceitas inscrições pela Internet.
4.6. Não haverá devolução dos trabalhos recebidos.
4.7. Os trabalhos que não obedecerem às regras e condições estipuladas neste regulamento serão automaticamente desclassificados.

5. Julgamento
5.1. O corpo de jurados será formado por profissionais da área, altamente qualificados e designados pela Comissão Organizadora do Concurso.
5.2. As decisões do júri são soberanas e irrecorríveis.
5.3. Serão ainda critérios para julgamento:
5.3.1. Demonstrar conhecimento da língua portuguesa;
5.3.2. Manter o texto dentro das dimensões propostas no Regulamento.
5.4. A comissão organizadora decidirá sobre as omissões deste Regulamento, depois de ouvida a opinião do júri.

6. Divulgação dos resultados:
O resultado será divulgado através do site: www.culturacasimiro.rj.gov.br no dia 31 de outubro de 2010.

7. Entrega da premiação:
A premiação será entregue na Casa de Cultura Estação Casimiro de Abreu durante coquetel, às 20h, do dia 25 de novembro de 2011.

8. Premiação:
8.1. O primeiro colocado receberá R$ 500,00 (quinhentos reais) e um certificado de participação.
8.2. O segundo colocado receberá R$ 300,00 (trezentos reais) e um certificado de participação.
8.3. O terceiro colocado receberá R$ 200,00 (duzentos reais) e um certificado de participação.
8.4. Os concorrentes que tiverem seus trabalhos selecionados serão previamente comunicados por meio de correio eletrônico ou, na falta deste, por telefone.
8.4.1. A seleção se dará pelo cumprimento das normas estipuladas neste regulamento.
8.5. Apenas os concorrentes selecionados receberão certificados de participação via correio eletrônico em formato pdf.
8.5.1. Os certificados serão enviados imediatamente após a conferência do conteúdo dos envelopes e validação da participação.
8.5.2. O recebimento do certificado valerá como comprovante de inscrição.
8.5.3. Certificados impressos só serão entregues aos concorrentes diretamente na sede da Fundação Cultural após a divulgação dos resultados.
8.6. Em nenhum dos níveis de premiação será permitido o empate.
8.6.1. O desempate ficará a cargo do júri, que destacará os trabalhos com o mesmo número de votos e realizará votação separada até que haja um vencedor.
8.6.2. Os critérios para julgamento serão subjetivos, dada a natureza do concurso.
8.7. Os prêmios deverão ser retirados no dia 18 de outubro de 2011 na Cerimônia Oficial ou na hipótese da ausência do vencedor, depositado em conta corrente por ele informada no prazo máximo de 60 dias após a data da premiação.

9. Disposições Gerais
9.1. A Fundação Cultural Casimiro de Abreu se reserva o direito de publicar poemas, vencedores ou não, em livros, ficando explícito que o ato de inscrição através da Ficha implica em autorização para publicação.
9.2. Nos casos em que o participante for menor de idade, os pais ou responsáveis deverão assinar a Ficha de Inscrição.
9.3. No caso da publicação de livros com poemas, o autor receberá 05 (cinco) exemplares a título de direito autoral.


Organização:
(22) 2778 1212


Outros Dados:
Em todas as edições do Concurso Literário algumas questões se repetem, portanto, segue abaixo um lista de perguntas e respostas para orientar o participante.

QUEM PODE PARTICIPAR?

O Concurso é aberto a participantes de todo o território nacional e brasileiros residentes no exterior, maiores de 16 anos.

QUEM NÃO PODE PARTICIPAR?

Não poderão concorrer membros da Comissão Julgadora, servidores da Fundação Cultural Casimiro de Abreu e demais pessoas envolvidas na organização do Concurso.

COMO ME INSCREVO?

1) Leia com atenção o regulamento;
2) Fique atento ao prazo de insrição;
3) Prepare seu poema dentro das especificações do regulamento e tenha o cuidado de identificá-lo apenas com o pseudônimo. Evite que esse pseudônimo seja parecido com seu nome. Se já usou o pseudônimo em alguma outra edição do concurso, não o utilize novamente. Coloque no envelope apenas o poema em cinco vias iguais e a ficha de incrição. Por fora do envelope coloque seu nome e endereço no remetente e o nome da Fundação e o endereço no destinatário. Não coloque seu pseudônimo no lado de fora do envelope. Cole o envelope e entregue no endereço da Fundação Cultural Casimiro de Abreu ou envie por correio. Não serão aceitas inscrições poe e-mail ou internet. A inscrição é gratuita.

HAVERÁ CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO?

Nas edições anteriores, devido ao grande número de incrições, o envio de certificados ficava comprometido e muitos participantes terminavam por não recebê-los. Nesta edição decidimos que logo após a chegada do trabalho, haverá uma conferência para ver se está dentro das normas estabelecidas pelo regulamento e em seguida, atendendo as normas, o participante receberá seu certificado de participação por e-mail, em versão pdf. Por esta razão pedimos que antes de enviar o trabalho, o candidato tenha o cuidado de conferir item por item, pois boa parte dos trabalhos recusados são meramente por desatenção no preenchimento da Ficha de Inscrição e pelo não atendimento das normas básicas do regulamento.

Muito importante ainda é preencher a Ficha de Incrição de forma legivel, principalmente nos endereço e e-mail, pois esta será a forma de contato entre a organização e o candidato.

O QUE MAIS DEVO SABER?

1) O tema é livre e não há limite de caracteres e nem de páginas.
2) Este é um concurso de poesias baseadas em poemas, portanto textos em prosa não serão aceitos.
3) Os poemas devem ser inéditos, ou seja, não podem ter participado de nenhuma forma de publicação própria ou coletiva, em qualquer forma de mídia, mesmo blogs e páginas pessoais na internet.
4) A publicação de livro é condicional e dependerá da disponibilidade da Fundação Cultural.
5) Leia o regulamento com atenção e não envie seu trabalho se tiver alguma dúvida.
6) A forma de envio pelo correio fica por conta do candidato.
7) A Ficha de Inscrição pode ser copiada, editada e não precisa ser exatamente como o modelo, mas todas as informações devem vir na ordem em que nela são solicitadas.

18 de julho de 2011

19.08.2011 - V Prêmio COSERN - Literatura de Cordel

Resultado:
http://feiradolivrodoserido.com.br/blog-det?depoimento=31





Informações:
a) Concurso de Poesias (Literatura de Cordel)
b) Categorias: Livre / Ensino Médio / Ensino Fundamental
c) Tema: "Vida é energia"
d) Publicação em Antologia
e) Apenas para autores do Rio Grande do Norte

Premiação:
I) R$1.000,00

Prazo:
19 de Agosto de 2011


Fonte:
O regulamento está disponível no seguinte endereço:
http://www.premiocordel.com.br/


Organização:
(84) 3211-5304

17 de julho de 2011

30.11.2011 - III Prêmio CPP - "Professor Palmiro Mennucci"

Informações:
a) Concurso de Contos, Crônicas e Poesias
b) Publicação em Jornais
c) Tema: Educação de qualidade, um direito de todos
d) Categorias: Professores / Estudantes

Prazo:
30 de Novembro de 2011


Fonte:


Regulamento:
III Concurso de Poesias, contos e crônicas do CPP - 2011
Prêmio “Professor Palmiro Mennucci”
Tema: Educação de qualidade, um direito de todos.

Objetivo:

Com a instituição do III Concurso de Poesias, Contos e Crônicas “Professor Palmiro Mennucci”, a sede regional do CPP de Cruzeiro e Vale Histórico, dá continuidade ao programa de incentivo à produção literária entre seus associados ativos, aposentados, alunos de escolas estaduais, municipais e particulares, a fim de divulgar talentos e dar voz a todos que estão envolvidos com a Educação.

REGULAMENTO:

1. Poderão participar todos os associados do CPP, ativos ou aposentados e alunos de escolas de escolas estaduais, municipais e particulares.

2. As poesias, os contos e crônicas deverão ser inéditos.

3. Cada candidato poderá participar nas seguintes categorias

CONTO OU CRÔNICA - (1 só trabalho por candidato). Texto digitado em 5 cópias. A crônica terá limite de até duas páginas. O conto, de até quatro páginas. Os textos devem ser formatados em fonte arial, corpo 12.

POESIA - (até 3 trabalhos por candidato).
Os textos devem ser formatados em fonte arial, corpo 12.

4. Os candidatos deverão enviar o trabalho até dia 30/11/2011, por correio ou entregá-lo na Sede do CPP – à Av. Nesralla Rubez, número 219, Centro, CEP 12701-000, Cruzeiro –SP.

5. Os trabalhos deverão ser encaminhados em envelope grande, indicado apenas com o nome do concurso e pseudônimo do autor (um envelope por trabalho). Nesse envelope o participante deverá colocar:

a. As 5 cópias do trabalho;

b. Um envelope menor contendo: nome do candidato, RG, idade, endereço e telefone – Este envelope pequeno deverá ser aberto apenas na última etapa do concurso, após a classificação final dos trabalhos.

COMISSÃO JULGADORA

Será criada uma comissão qualificada, formada por pessoas ligadas à cultura de nossa cidade e região.

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO – originalidade, criatividade, adequação de linguagem, correção, clareza, adequação do texto ao tipo de composição anunciado: poema , conto ou crônica.

PREMIAÇÃO – haverá duas premiações: uma para os trabalhos apresentados por professores e outra por alunos de nossas escolas. Serão premiados os autores dos 3 melhores textos de cada categoria (poema, conto ou crônica). Cada autor selecionado receberá:

. Diploma honorífico

. Publicação do trabalho no Jornal do CPP, em jornais da cidade e região e em outros meios de comunicação

. A premiação ocorrerá em sessão em data e local a serem definidos.

COMUNICAÇÃO DOS RESULTADOS – Os participantes que tiverem seu trabalho selecionado serão comunicados do resultado do concurso por meio de contato telefônico e/ou correspondência. O resultado será publicado na sede do CPP e anunciado nas emissoras de rádios locais.

DISPOSIÇÕES GERAIS

1. Serão automaticamente desclassificados os candidatos:

. que se identificarem no envelope, no cabeçalho do texto;

. extrapolarem o tamanho especificado para os textos, com exeção do poema;

2. Não haverá classificação além dos 3 trabalhos premiados em cada categoria;

3. Os trabalhos inscritos, mas selecionados, não serão devolvidos;

4. A comissão que analisará os trabalhos tem plena autonomia de julgamento, não cabendo recurso.


Organização:
SEDE REGIONAL DE CRUZEIRO
Diretor: Celso Monteiro da Silva
Av. Nesralia Rubez, 219
Cep: 12701-000
Fones (12) 3143-7051 ou 3144-0743

16 de julho de 2011

14.10.2011 - Concurso de Contos de Ficção Científica - Fantasporto

a) Concurso de Contos (Ficão Científica)
b) Inscrição por E-mail
c) Publicação em Antologia

Prazo:
14 de Outubro de 2011


Fonte:


Regulamento:
O Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto decidiu celebrar na sua edição de 2012 o Cinema de Ficção Científica. Paralelamente a essa iniciativa, promove o presente Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012, com o seguinte regulamento:

1- São aceites contos inéditos, em língua portuguesa, com reconhecíveis elementos de Ficção Científica. Tratando-se de um género vasto, que transcende definições simples, os critérios de avaliação serão baseados em três pilares: ambiência, carácter especulativo e criatividade.

2- Cada autor só poderá submeter um conto a concurso. A extensão máxima de cada conto a concurso será de 75.000 caracteres (incluindo espaços).

3- Os contos deverão ser submetidos em ficheiro electrónico, formato rtf ou word, como anexo de um email enviado para contos.fantas@gmail.com. O ficheiro do manuscrito terá formatação A4, espaçamento de linha e meia, fonte Times New Roman, tamanho 12. O manuscrito apenas será identificado, na página de rosto, pelo título do conto e pseudónimo do autor. O corpo do email de submissão incluirá o pseudónimo, o nome verdadeiro, morada e contacto telefónico. O título do email de submissão deverá incluir a referência “Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012”.

4- Os contos seleccionados serão incluídos na Antologia de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012, organizada por Rogério Ribeiro e publicada na colecção 1001 Mundos (Ed. Gailivro). Caberá ao organizador determinar quantos contos a concurso, para além do vencedor, poderão ser publicados; respeitando para isso a ordenação atribuída pelo Júri. A par dos contos a concurso seleccionados, a Antologia conterá também contos de autores convidados, nacionais ou estrangeiros.

5- A data limite de submissão de manuscritos é 14 de Outubro de 2011. Os contos recebidos em data posterior serão automaticamente excluídos. O resultado do Concurso será anunciado até ao fim de Novembro. A Antologia será lançada durante o Fantasporto 2012, a realizar de 20 de Fevereiro a 4 de Março de 2012.

6- O Júri do Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012 será constituído pelo organizador da Antologia e por um representante da Editora Gailivro. Adicionalmente, serão convidados outros membros de reconhecida competência. A constituição efectiva do Júri apenas será tornada pública aquando do anúncio do vencedor.

7- O Júri designará um vencedor do Concurso, e várias menções honrosas, devidamente ordenadas. O Júri poderá decidir não distinguir qualquer conto a concurso, caso entenda não estarem preenchidos os devidos padrões de qualidade. Os membros do Júri não poderão participar com contos a concurso. A decisão do júri é final.

8- Cada autor publicado terá direito a um exemplar gratuito da Antologia e aos respectivos direitos de autor pagos pela Editora Gailivro; calculados por divisão entre os autores publicados. A reprodução dos contos publicados até um ano após a data de lançamento da Antologia só poderá ser feita por concordância do organizador da Antologia e da Editora, a pedido do autor. Nos restantes casos, os autores mantêm a total propriedade da sua obra.

9- As questões não cobertas por este regulamento serão resolvidas pelo organizador da Antologia.

10- A submissão ao Concurso de Contos de Ficção Científica – Fantasporto 2012 pressupõe a aceitação integral do presente regulamento.


Organização:

20.08.2011 - III Festival Aberto de Poesia Falada de São Fidélis

Prazo:
20 de Agosto de 2011 (prazo para envio pelos correios, prorrogado)

Informações:
a) Concurso de poesia
b) Fase final com declamação
c) Prêmios em dinheiro para os 3 primeiros, melhor intérprete e a menção honrosa.

Premiação:
I) 1º Lugar - R$5.000,00 / 2º Lugar - R$4.000,00 / 3º Lugar - R$3.000,00
II) Melhor Intérprete - R$2.000,00
III) Menção Honrosa - R$1.000,00


Fonte:


Regulamento:
Realização – Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – Prefeitura Municipal de São Fidélis

Modalidade: Poemas Livres (máximo 40 linhas) e Tema Livre

Das Inscrições:
Os trabalhos só poderão ser inscritos via correios e terão que ser postados até o dia 20 de agosto do ano em curso impreterivelmente. Quaisquer trabalhos postados com data posterior serão desconsiderados.

Endereço para postagem:
Biblioteca Municipal Corina Peixoto de Araújo
Praça Guilherme Tito de Azevedo nº 135 – centro
CEP: 28400-000 – São Fidélis – RJ

Das Normas:
a) Os concorrentes poderão participar com no máximo 03 (três) trabalhos. Coloque em envelope maior (um para cada trabalho) o poema digitado em papel A4, em três vias, Times New Roman, corpo 12, usando pseudônimo. Dentro desse envelope, colocar envelope menor (fechado) indicando externamente o Título do trabalho e pseudônimo, e, internamente em papel A4, identificação do concorrente: nome e endereço completos, telefone, assinatura e (se possível) e-mail.
b) Os trabalhos deverão ser inéditos e não poderão ser divulgados por quaisquer meios, total e parcialmente, até a realização do Festival.
c) Os trabalhos classificados e premiados poderão ser publicados de acordo com a organização do Festival.
d) Serão selecionados 20 dos trabalhos inscritos, que serão apresentados (com interpretação) no dia 16/09.
e) Dez trabalhos serão escolhidos para a grande final no dia 17/09, quando serão conhecidos os 03 (três) primeiros colocados, mais intérprete.
f) Os autores dos trabalhos premiados, bem como os classificados, autorizam sua publicação na forma que se fizer necessária.
g) As decisões da Comissão Julgadora serão definitivas.
h) Estarão em julgamento, em cada trabalho, o conteúdo poético, a interpretação, a interação poesia, intérprete e plateia.
i) Nenhuma divulgação relacionada à NÃO realização do evento deverá ser levada em consideração.
j) A prefeitura municipal não se responsabilizará em nada, com transporte e hospedagem dos participantes.
Obs.: Funcionários da Secretaria de Turismo e/ou membros da comissão organizadora não poderão participar do Festival apresentando seus trabalhos.


Organização:
(22) 2758-6829 - (22) 9906-6186

15 de julho de 2011

Resultado - 24º Concurso Internacional de Contos de Araçatuba - 2011

Internacional

1º Lugar
R$ 4.000,00

Conto – Perfeita simetria
Tânia Ganho Gomes da Silva
Lisboa – Portugal

Menção Honrosa
Conto – As Insônias
Vitor Manuel Capela Batista
Barreiro – Portugal

Nacional

1º Lugar
R$ 4.000,00

Conto – Cotovelos ao parapeito
Emir Rossoni
Porto Alegre – RS

Menção honrosa

1º Lugar
Conto – Di-lis
José Carlos Barbosa de Aragão
Belo Horizonte – MG

2º Lugar
Conto – O assessor
Guilherme Azambuja Castro
Porto Alegre – RS

3º Lugar
Conto – Os meninos
João Paulo Vaz
Rio de Janeiro – RJ

4º Lugar
Conto – Ana dorme
Marcelo de Campos Lilla (Marcelo Lilla)
São Paulo-SP

Lugar
Conto – Sem Natal
Ronaldo Cagiano Barbosa
São Paulo – SP

Regional

1º Lugar
R$ 2.500,00
Conto – Amizade Sincera
Tarso José Ferreira (Tharso José Ferreira)
Araçatuba – SP

2º Lugar
R$ 1.000,00
Conto – A palavra muda
Danieli Elias Richart (Danieli Elias)
Penápolis – SP

3º Lugar
R$ 500,00
Conto – A travessia
Mário Henrique Silveira Bueno
Araçatuba – SP

Menção Honrosa
1º Lugar
Conto – A magia do circo
Regina Ruth Rincón Caíres
Araçatuba - SP

2º Lugar
Conto – A morte não manda recado
Odair Maurício de Albuquerque
Penápolis - SP

3º Lugar
Conto – Uma história de 2924
Ronaldo Ruiz Galdino
Birigui - SP

4º Lugar
Conto – O gato na janela
Josiane da Silva Mesquita
Araçatuba – SP

5º Lugar
Conto - Acerto
Wanilda Maria Meira Costa Borghi
Araçatuba – SP

13 de julho de 2011

Resultado - Concurso de Literatura Infantil de Ponta Grossa

Selecionados no Concurso "Alcione Lune Weber" de Literatura Infantil:


Nacional:

Categoria 1 (Leitores iniciantes de 5 a 7 anos – Lendas Fantásticas)
“A história do ursinho meio branco meio bege” de Tatiana Campos Batista, Rio de Janeiro/RJ

Categoria 2 (Leitores em processo de 08 a 10 anos – Lendas Lúdicas)
“O lápis preto que só ficava quieto” de Eduardo de Paula Nascimento, Franca/SP

Categoria 3 (Leitores fluentes e críticos de 11 a 13 anos – Lendas de Efeito)
“O tesouro do lagarto de fogo” de Alexandre de Castro Gomes, Rio de Janeiro/RJ



Local:
Categoria 1 (Leitores iniciantes de 5 a 7 anos – Lendas Fantásticas)
“Glub – o peixinho turista” de Viviane Weingartner

Categoria 2 (Leitores em processo de 08 a 10 anos – Lendas Lúdicas)
“Doraliz, a gralha azul” de Rossana Maria Barbisan Zinser

Categoria 3 (Leitores fluentes e críticos – Lendas de Efeito)
“Capacete amarelo” de Elioenai Padilha Ferreira


Resultado - Concurso de Poesias de Ponta Grossa - PR

Selecionados no Concurso "Brasil Pinheiro Machado" de Poesias:


Categoria Nacional

1º lugar – “Urso panda” de João Paulo de Meira Hergesel, Alumínio/SP
2º lugar – “Tempo” de Flávio Machado, Cabo Frio/RJ
3º lugar – “A palavra é áspera” de Helder Rodrigues, Curitiba/PR

Menções Honrosas:

“O cartógrapho” de Eustáquio Gorgone de Oliveira, Caxambu/MG;
“Encomenda de compotas para Hilda Hilst” de Éder Rodrigues da Silva, Porto Velho/RO;
“Iracema” de Augusto Sérgio Bastos, Rio de Janeiro/RJ;
“Geriatria” de Helder Rodrigues, Curitiba/PR;
“Memória” de Ronaldo Cagiano Barbosa, São Paulo/SP;
”Metapoema” de Flavio Machado, Cabo Frio/RJ;
“Memorial de Lúcia” de Roberta Ferraz, São Paulo/SP;
“Ressaca” de Ricardo Mainieri, Porto Alegre/RS.



Categoria Local:

1º lugar “Thereza” de Elioenai Padilha Ferreira
2º lugar “Abaixo os calendários” de Rosana de Hollebem
3º lugar “Um lúbrico poema para dar a ela” de Ederson Cláudio Correia Oliveira

Menções Honrosas

“Sem fronteiras” de Rosicler Antoniácomi Alves Gomes;
“Meu prazer” de Ramon Felipe Ronchi;
“Diplomacia cabocla” de Rosana de Hollebem;
“Poesia de flor” de Amelu Clarindo Nunes.


Resultado - Concurso de Contos de Ponta Grossa

Selecionados no Concurso "Miguel Sanches Neto" de Contos:



Categoria Nacional:

1º lugar - “Esplanada Tower” de Gabriel Francisco de Mattos, Cuiabá-MT
2º lugar - “Entradas e bandeiras” de Gilberto Garcia da Silva,  Praia Grande-SP
3º lugar - “O abraço” de Luiz Alberto Andrioli Silva, Curitiba-PR

Menções Honrosas:

“O demônio quando quer ficar bonito...” de Henriette Effenberger/Bragança Paulista-SP;
“Fosso, fossas” de Ronaldo Cagiano Barbosa/São Paulo-SP;
“Água de moringa” de Mirian da Silva Cavalcanti/Rio de Janeiro-RJ;
“Um banquete” de João Eduardo Farias de Araújo/Recife-PE;
“Sobre um pequeno inseto” de Carolina Ribeiro Maisonnette/Rio de Janeiro-RJ;
“Sete e meio” de Henrique José da Silva Bom/Cantagalo-RJ e
“A valsa do adeus” de Paulo Eduardo Mauá/Santos-SP



Categoria Local:

1º lugar – texto “Palavras cruzadas” de Diego Ramires Bittencourt
2º lugar – texto “A berinjela que tinha cara de gente” de Igor Fabian de Goes Lopes
3º lugar – texto “A menina que está” de Karine Mathias Doll

Menções honrosas:

“Um bom anfitrião” de Daniel Montalvão da Silva Couto
“Imperativo imperfeito” de Jocelaine Josmeri dos Santos.


12 de julho de 2011

Extinção do Prêmio Cidade de Belo Horizonte


Escritores do Coletivo 21 protestam junto à FMC pela extinção do Prêmio Cidade de Belo Horizonte, um dos mais tradicionais do país.

Os que tiverem interesse em aderir à causa devem enviar o nome completo para: adriano@nascentescomunicacao.com.br




Reproduzimos aqui a Carta protesto do Coletivo 21: 


Belo Horizonte, 6 de julho de 2011.

Exma. Sra.
Thaís Pimentel
Presidenta da Fundação Municipal de Cultura (FMC) da PBH
Rua Sapucaí, 571, bairro Floresta
Belo Horizonte – Minas Gerais

Prezada Thaís,


Na qualidade de cidadãos e integrantes do Coletivo 21 – grupo de escritores brasileiros nascidos em Minas Gerais e residentes nesta capital – vimos, por meio desta CARTA ABERTA (que será veiculada na internet e estará sujeita a adesões), manifestar nossa insatisfação em relação à não realização dos concursos nacionais de literatura Prêmio Cidade de Belo Horizonte e Prêmio João-de-Barro, em 2010 e, por ora, em 2011.

Incorporado à tradição cultural do nosso município, o Prêmio Cidade de Belo Horizonte foi instituído pelo Decreto nº 204/47, em 1947, durante as comemorações do cinquentenário de BH, tendo se firmado, nestas seis décadas, como o mais antigo e tradicional concurso literário do país, premiando e revelando poetas, contistas, romancistas, ensaístas e dramaturgos. Já o Prêmio João-de-Barro foi criado pelo Decreto nº 2.613/74 e logo se consagrou como referência nacional no âmbito das premiações literárias destinadas àqueles que escrevem para crianças e jovens.

Lembramos que Belo Horizonte é por natureza uma cidade de escritores, cenário frequentado ao longo dos tempos por autores do porte de Anibal Machado, Alaíde Lisboa de Oliveira, Carlos Drummond de Andrade, Cyro dos Anjos, Eduardo Frieiro, Fernando Sabino, João Guimarães Rosa, Murilo Rubião, Oswaldo França Júnior, Pedro Nava, Roberto Drummond e Wander Piroli, para citar apenas alguns daqueles que se destacam entre os maiores expoentes da literatura brasileira, tradição que se renova e se mantém hoje.

Sem dúvida, os dois concursos literários promovidos pela PBH ajudaram a consolidar nacionalmente nosso município como referência cultural, terra de intelectuais e artistas, capital de luzes e ideias. Não podemos concordar que, por motivos não colocados a público, não discutidos com quaisquer das partes interessadas, a tradição que aqui se firmou, estimulando e revelando grandes talentos das letras nacionais de diferentes gerações, de Autran Dourado a Antônio Barreto, Duílio Gomes, Carlos Herculano Lopes, Francisco de Morais Mendes, Jeter Neves e Luís Giffoni, seja agora interrompida unilateralmente e sem explicações.

Lembramos que, além de consagrar talentos literários, os prêmios Cidade de Belo Horizonte e João-de-Barro também ajudaram a promover os realizadores, servindo de instrumento para reforçar nacionalmente a imagem da cidade e a reputação de secretários e prefeitos como gestores públicos sensíveis no trato com a cultura e a educação. Estas ações transmitem a mensagem de compromisso com os autores que refletem o mundo contemporâneo, a preocupação com a perenidade do "fazer literário", o incentivo à leitura e a democratização do conhecimento, além de fortalecer o principal elo da cadeia produtiva do livro, ou seja, a criação.

Ao longo de décadas, os prêmios Cidade de Belo Horizonte e João-de-Barro mobilizaram autores em todo o país, além de intelectuais de reconhecida competência envolvidos nas comissões organizadoras e julgadoras. Prêmios literários integram o cenário cultural de municípios, estados e da União, convivendo e reforçando políticas de publicações e a realização de eventos que visam contribuir para o desenvolvimento espiritual do povo e para a ampliação do mercado editorial no país.

Mesmo que algumas pessoas a considerem a menos popular das artes – do ponto de vista comercial –, há que se reconhecer que a literatura perpassa a construção e a manutenção do imaginário regional e nacional, sendo, por isso mesmo, fundamental para firmar a identidade cultural dos povos, principalmente em tempos de globalização. Da oralidade ao texto impresso, em forma de livro ou adaptada para teatro, televisão e cinema, a literatura capta, registra e manifesta o modo de ser, agir e pensar do povo que a originou.

Portanto, vimos publicamente manifestar nossa contrariedade com a inexplicável atitude da FMC e reivindicar – como escritores e cidadãos belo-horizontinos que aqui moram e pagam seus impostos – a manutenção dos concursos literários Cidade de Belo Horizonte e João-de-Barro. No nosso entender, de modo diverso, os dois prêmios literários devem não apenas ser mantidos, mas, em honra da nossa tradição literária, ser tombados como patrimônio cultural e espiritual do município de Belo Horizonte.


Atenciosamente,

Adriano Macedo
Antônio Barreto
Branca Maria de Paula
Caio Junqueira Maciel
Carlos Herculano Lopes
Cláudio Martins
Cristina Agostinho
Dagmar Braga
Duílio Gomes
Francisco de Morais Mendes
Jaime Prado Gouvêa
Jeter Neves
Jorge Fernando dos Santos
Leo Cunha
Luís Giffoni
Malluh Praxedes
Neusa Sorrenti
Olavo Romano
Ronald Claver
Ronaldo Guimarães
Ronaldo Simões Coelho