Nota do Editor - Prêmio Nacional das Artes

Seguindo o Destino Manifesto antropofágico das artes do Brasil, o governo federal, através da Secretaria Especial da Cultura, lança o Prêmio Nacional das Artes, fazendo uma releitura das grandes referências históricas de arte oficial promovida por delírios autoritários.

Em vídeo de lançamento, o secretário especial da Cultura*, Roberto Alvim, destacou, parafraseando Joseph Goebbels, ministro da propaganda nazista, que "a arte brasileira da próxima década será heroica (...), ou então não será nada".

O governo federal destinará R$ 20 milhões para o proclamado objetivo de "redefinir a qualidade da produção cultural em nosso país", de estimular a criação de uma nova arte nacional, "capaz de encarnar simbolicamente os anseios desta imensa maioria da população brasileira".

O edital do prêmio será publicado em Diário Oficial nos próximos dias, mas a Comissão Julgadora já está definida:

Francisco Franco, Adolf Hitler, Benito Mussolini, Josef Stalin e Mao Tsé-Tung.



Sem mais por hoje,


Rodrigo Domit
Editor do blog Concursos Literários


--

* Após a repercussão negativa, com repúdio por parte de pessoas com pensamentos tão distintos quanto a cartunista Laerte, o deputado Rodrigo Maia, João Amoedo e Olavo de Carvalho, a demissão de Roberto Alvim foi anunciada pelo Palácio do Planalto.

Postagens mais visitadas deste blog

19.06.2020 - Prorrogado - 18º Prêmio Paulo Setúbal (#Brasil)

30.06.2020 - Concurso Revirar o Mundo - Pandemia e Recomeço (#Brasil)