3 de dezembro de 2012

Resultado - Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura

A Secretaria de Estado de Cultura, por meio da Superintendência do Suplemento Literário, divulgou, o resultado do processo de seleção do Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura, que tem o propósito de incentivar a produção literária mineira e brasileira.

Na categoria ‘Ficção’, que contemplou o gênero de contos, o vencedor foi Francisco Maciel, com 'Não adianta morrer';

Em ‘Poesia’, Otto Leopoldo Winck, com a obra 'Desacordes', foi o ganhador;

O ‘Jovem Escritor Mineiro’ desse ano foi Alex Sens Fuziy com 'O frágil toque dos mutilados'.

O escritor José Rui Guimarães Mourão foi o escolhido na categoria ‘Conjunto da Obra’.


A Comissão que analisou e julgou as propostas de obras literárias foi composta por: Ângelo Oswaldo de Araújo Santos, Amilcar Vianna Martins Filho e Ivan Ângelo para a categoria ‘Conjunto da Obra’; Antônio Cezar Drumond Amorim, José Eduardo Silva Gonçalves e Júlio César de Assis avaliaram ‘Ficção (Conto)’; Antonio Libério Neves, Fabrício Marques de Oliveira e Murilo Marcondes de Moura julgaram a ‘Poesia’ e Carlos Herculano de Oliveira Lopes, Márcia Angelita Tiburi e Noemi Jaffe Cartum analisaram o ‘Jovem Escritor Mineiro’.


O escritor Rui Mourão

Nascido na cidade de Bambuí, localizada no Oeste de Minas Gerais, em 18 de novembro de 1929, o escritor José Rui Guimarães Mourão, escolhido para receber o Prêmio na categoria ‘Conjunto da Obra’, dirige há mais de 30 anos um importante espaço cultural do país: o Museu da Inconfidência, em Ouro Preto.

Rui escreve ensaios e romances e imprime em suas obras valores de preservação da memória de Minas e do Brasil. Em sua carreira de notável dedicação às letras, pode-se destacar: a fundação da revista ‘Tendência’, em 1957, junto com Affonso Ávila e Fábio Lucas; a atuação no Suplemento Literário de Minas Gerais como editor; o lançamento da revista ‘Vocação’; além de diversas premiações e medalhas - como a Medalha Rodrigo Mello Franco de Andrade - que serviram para legitimar a sua contribuição cultural para o país.

Nomes como o já citado Affonso Ávila (2011), Silviano Santiago (2010), Luís Fernando Veríssimo (2009), Sérgio Sant`Anna (2008) e Antonio Candido (2007) também já venceram o ‘Conjunto da Obra’, categoria essa que foi a razão de existir do prêmio, em 2007. Apenas no ano de 2008 as outras modalidades integraram o edital.


Sobre o Prêmio

O Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura foi lançado em dezembro de 2007 e desde então é realizado anualmente, com o objetivo de promover e divulgar a literatura brasileira, reconhecendo grandes nomes nacionais e abrindo espaço para os jovens escritores mineiros. O prêmio é dividido em quatro categorias: I - Conjunto da Obra (homenagem a um escritor brasileiro em atividade), II - Poesia, III - Ficção e IV - Jovem Escritor Mineiro. Nas categorias Poesia e Ficção, o Prêmio é aberto a escritores iniciantes e/ou profissionais, maiores de 18 anos, nascidos e residentes em território nacional. Já a categoria Jovem Escritor Mineiro é restrita a pessoas com idade entre 18 e 25 anos, nascidas em Minas Gerais ou residentes no Estado há pelo menos cinco anos.

Em todas as categorias, as obras não podem ter sido publicadas anteriormente, seja de forma impressa ou virtual.

Nessas cinco edições, o Prêmio já recebeu mais de quatro mil inscrições, vindas de todo o Brasil, em especial de Minas, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e Distrito Federal.


Fonte:
Dica da escritora-leitora Camila de Faria Silva
http://www.cultura.mg.gov.br/component/content/article/205/1334