30 de outubro de 2011

Resultado - Prêmios Literários Cidade de Manaus

Fonte:


A Fundação Municipal de Cultura e Artes (Manauscult) e o Conselho Municipal de Política Cultural (Concultura) anunciaram os nomes dos vencedores da quarta edição dos Prêmios Literários Cidade de Manaus.

Ao todo, a premiação literária contemplou obras em 20 categorias, sendo seis delas exclusivas para livros de autores locais – novidade da atual edição criada por conta da exclusão das categorias Artes Plásticas e Dança.

Os vencedores do Prêmio Álvaro Maia de Melhor Romance ou Novela foram José Humberto da Silva Henriques (SP), com “A travessia das araras azuis”, na categoria nacional; e Georgina Ferreira de Souza, com “O vaticínio”, na categoria regional.

Já o Prêmio Arthur Engrácio de Melhor Livro de Contos foi para “O fabricante de histórias”, do pernambucano José Everardo Arraes de Alencar, na categoria nacional e única.

O Prêmio Almir Diniz de Melhor Livro de Poesia contemplou dois autores amazonenses. “Flores para enfeitar o chão da manhã”, de João Cândido dos Santos, mais conhecido como o Candinho da dupla Candinho & Inês, foi vencedora na categoria nacional. “Barco de papel”, de Luiz Daniel Valente da Silva, venceu na categoria regional.

“Escrita revelada”, do paulista Carlos Alberto Mota, conquistou o Prêmio Péricles Moraes de Melhor Livro de Crônicas.

Todas as obras contempladas serão publicadas com tiragem de 1.000 exemplares cada, a serem distribuídos em 2012, por ocasião do aniversário de Manaus. Nos próximos dias serão apresentadas as edições das obras vencedoras da edição anterior.


Homenagem
A edição 2011 dos Prêmios Literários Cidade de Manaus presta homenagem a Anibal Beça, idealizador da iniciativa durante sua gestão à frente do Concultura. No próximo ano, a premiação incluirá em seu título o nome do saudoso poeta.