30 de novembro de 2011

Notícias - Terra Magazine anuncia Ferreira Gullar como o grande vencedor do Jabuti 2011

Segundo a Terra Magazine, o poeta Ferreira Gullar, 81 anos, é o vencedor do prêmio Jabuti 2011 de livro do ano de ficção. O anúncio oficial ocorrerá nesta quarta-feira, a partir das 19h30, na Sala São Paulo. Lançado em 2010 pela editora José Olympio, do grupo Record, "Em Alguma Parte Alguma" já havia sido o primeiro colocado na categoria poesia.

Ferreira Gullar teve como concorrentes "Desgracida", de Dalton Trevisan (contos e crônicas), "Ribamar", de José Castello (romance), "Obax", de André Neves (infantil), e "Antes de Virar Gigante e Outras Histórias", de Marina Colasanti (juvenil).

Conferido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e estimado como o mais importante prêmio literário do País, o Jabuti mudou seu regulamento, depois de uma polêmica que envolveu o escritor e compositor Chico Buarque. Segundo colocado na categoria "romance", o autor de "Leite Derramado" (Companhia das Letras) venceu o prêmio de livro do ano. "Se Eu Fechar os Olhos Agora" (Record), do jornalista Edney Silvestre, obteve a primeira colocação entre os romances, mas perdeu o troféu principal, o que provocou questionamentos aos critérios do Jabuti.

Com a mudança das regras, somente os primeiros lugares concorrem aos grandes prêmios de ficção e de não-ficção. Os melhores livros do ano recebem R$ 30 mil.

Em protesto à premiação de Chico Buarque, o diretor da Record, Sérgio Machado, anunciou seu rompimento com o Jabuti no ano passado. Mas, após a reformulação do regulamento, a editora decidiu voltar a inscrever seus livros em 2011. Agora, um autor da casa, Ferreira Gullar, vence o prêmio principal.

Considerado o maior poeta brasileiro da atualidade, o maranhense Gullar é também crítico de arte, memorialista e ensaísta. Entre seus principais livros de poesia, estão "A luta corporal" (1954), "Poemas" (1958), "Dentro da noite veloz" (1975) e "Poema sujo" (1976). Em 2010, ele recebeu o prêmio Camões.

Posicionamento do prêmio Jabuti

Por meio de uma nota, a assessoria do prêmio Jabuti informa que, neste momento, a notícia sobre a vitoria de Gullar é "infundada". "O resultado oficial será amplamente divulgado à imprensa após o encerramento da cerimônia", diz o texto. Terra Magazine reafirma sua apuração.

"PRÊMIO JABUTI: NOTA DE ESCLARECIMENTO

"Embora o livro do poeta Fereirra Gullar, como os demais finalistas da categoria Livro do Ano Ficção do 53º Prêmio Jabuti, possa eventualmente ser o vencedor, a informação veiculada pelo site Terra Magazine é absolutamente infundada neste momento.

O vencedor só será oficialmente conhecido com a abertura do envelope lacrado, durante a cerimônia de entrega do Prêmio que acontece nesta quarta-feira, 30, na Sala São Paulo.

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) desautoriza essa informação e lembra que o resultado oficial será amplamente divulgado à imprensa após o encerramento da cerimônia."


Fonte: