18 de novembro de 2011

Resultado - Prêmio de Poesia Nuno Júdice

Paulo Renato Cardoso de Jesus, com "Meditação Sobre as Ruínas da Origem ou a Nudez Impossível" sob o pseudónimo Eva F., é o vencedor deste ano do prémio literário Nuno Júdice, foi quinta-feira à noite anunciado.

Organizado pela Câmara de Aveiro em parceria com a Universidade de Aveiro e o Grupo Poético de Aveiro, o Prémio de Poesia Nuno Júdice, que vai na sua 3.ª edição, visa valorizar as narrativas poéticas contemporâneas.
O anúncio do vencedor foi feito durante uma sessão que decorreu na noite de quinta-feira, na Biblioteca Municipal de Aveiro, pelo professor universitário Luís Serrano, do júri, a quem coube apresentar o trabalho premiado.
"Li e reli esta obra do Paulo Renato Cardoso Jesus, de quem nunca tinha ouvido falar, nem como professor de Filosofia, nem como poeta, e é um dos livros mais belos que li nos últimos anos", comentou Luís Serrano, que destacou igualmente a qualidade das 147 obras selecionadas.
Este membro do júri confessou ter concluído ser a "Meditação" da autoria de uma mulher, condição assumida pelo narrador e indiciada no pseudónimo, tanto mais que da leitura ficou a certeza de tratar-se de "uma reflexão sobre o erotismo e a sexualidade da mulher" contemporânea.
"Quanto a este travestimento, não posso deixar de recordar o caso de Irene Lisboa, que assinava as suas primeiras obras com o nome masculino de João Falco, e também o conhecido caso de Soror Mariana de Alcoforado, cujas cartas, está hoje provado, foram escritas pelo francês Gabriel Joseph de Lavergne, conde de Guilleragues.


Fonte: