30.08.2012 - 8ª Olimpíada de Redação de Jundiaí

Informações:
a) Concurso de Redações
b) Diversos temas e categorias
c) Voltado a residentes em Jundiaí e região

Premiação:
I) Em cada categoria: 1º - R$4.000 + livros / 2º - R$3500 + livros / 3º - R$3.000 + livros / 4º ao 12º - livros

Prazo: 30 de Agosto de 2012


Fonte:
https://docs.google.com/document/d/1BVedktKKe8pYjVJ7zu-DyWEcWOhP8PtBrOlmk5jLZX4


Organização:
Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”

Contato e Dúvidas:
Avenida Dr. Cavalcanti no 396, Complexo Argos, Sala Cecília Meireles, Jundiaí, SP, CEP 13201-003


Regulamento:
8ª Olimpíada de Redação
TEMA: “A superação é resultante da constante busca pelo que desejamos, apesar das dificuldades e obstáculos que encontramos no meio do caminho.”
Realizar-se-á a 8º edição da Olimpíada de Redação, criada pela Lei Municipal no 6.039, de 6 de maio de 2003, a ser promovida pela Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Educação e Esportes da Prefeitura do Município de Jundiaí, observado o seguinte regulamento:

1. A Olimpíada estará aberta a todos os interessados residentes no Município de Jundiaí e região, ficando vedada a participação de funcionários que sejam, sob qualquer forma, subordinados aos órgãos e pessoas responsáveis pela organização do evento e pelo julgamento dos trabalhos.

2. As redações (textos em prosa) deverão ser inéditas e ter no máximo, 50 linhas.
“Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores.” (Cora Coralina)
Com base nesta reflexão, as redações deverão respeitar o seguinte tema: “A superação é resultante da constante busca pelo que desejamos, apesar das dificuldades e obstáculos que encontramos no meio do caminho”. Tal tema será transformado em subtemas, a fim de permitir a participação de crianças, jovens e adultos, obedecendo as seguintes categorias e respectivas faixas etárias.
a) Categoria pré-mirim (de 6 a 8 anos a completar até a entrega do texto)
“Atire a primeira pedra quem nunca sentiu aquele friozinho na barriga assim que entrou numa sala de aula pela primeira vez. Isso é normal. Não fique se achando um bobo por se sentir assim. Isso é causado por um simples motivo: você pensa sempre no que os outros vão achar de você.”
(Jornal Mingau Digital)
Muitas vezes uma situação nova nos dá um pouco de medo. Como superá-lo? Conte a sua história. Para você, como foi enfrentar o desafio dos primeiros dias de aulas? Quais as melhores lembranças desse período? Quem o ajudou a superar aquele momento tão especial? Solte sua imaginação, recorra às suas lembranças e escreva sem receio.
b) Categoria mirim (de 8 a 10 anos completos até a entrega do texto)
Futuro querido diário: “Essa história de ter hora pra tudo deixa a gente meio cheia de vez em quando, sabe? É hora de acordar, hora de ir para a escola... é hora que não acaba mais...”
(Adaptado de Se...será...Serafina. Cristina Porto. Ática, SP)
“Eu tenho que achar um lugar para esconder as minhas vontades, o que eu penso. Não digo vontade magra, pequenininha, que nem tomar sorvete a toda hora... vontade assim todo mundo pode ver! Mas as outras – as que vão crescendo e engordando toda vida – ah, essas eu não quero mais mostrar. De jeito nenhum.”
(Adaptado de A bolsa Amarela. Lygia Bojunga Nunes. Agir,RJ)
Escreva você também uma página de diário. Produza seu texto como se estivesse conversando com você mesmo. Nele, conte alguma coisa que você gostaria muito de conquistar, mas para isso precisa superar o medo ou aquela vergonha que dá de enfrentar as pessoas.
c) Categoria infantil (de 11 a 14 anos completos até a entrega do texto)
Lyman Frank Baum, lançou em maio de 1900 O Mágico de Óz, considerada a primeira narrativa norte–americana do gênero fantástico. Trabalha a coragem e a superação para que seus personagens alcancem seus objetivos.
Características dos personagens:
Doroty – sonhadora
O leão – tem como característica sua covardia, que na verdade é medo.
O Espantalho – na esperança de ter um cérebro, o que procura já tem, a inteligência.
O Homem de Lata – quer um coração, mas a companhia dos amigos e as adversidades que enfrentam já lhe mostram que a amizade e o companheirismo tomam lugar de qualquer coração.
Nesta onírica viagem, Dorothy e seus amigos viverão uma experiência que mudará suas vidas para sempre... No final, acaba-se por revelar que tudo era um sonho de Doroty.
Faça uma narrativa em 1a pessoa associando os personagens da história de O Mágico de Oz a alguma situação real ou imaginária vivenciada por você, na qual a amizade, a colaboração de amigos, a coragem e a inteligência o ajudaram a superar um grande obstáculo.
d) Categoria juvenil (de 15 a 17 anos completos até a entrega do texto)
“ Ser livre ...é agir segundo a nossa cabeça e o nosso coração, mesmo tendo que partir esse coração e essa cabeça para encontrar um caminho... é não viver obrigatoriamente entre quatro paredes. Por isso meninos atiram pedras e soltam papagaios. A pedra inocentemente vai até onde o sonho das crianças deseja ir...”
(Cecília Meirelles, Escolha seu sonho. Record, RJ)
“É preciso a certeza de que tudo vai mudar. É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós... pois a vida está nos olhos de quem sabe ver... Se não houve frutos, valeu a beleza das flores. Se não houve flores, valeu a sombra das folhas. Se não houve folhas, valeu a intenção da semente.
(Henfil)
Com base nos textos apresentados e considerando o tema central desta Olimpíada, posicione o seu ponto de vista sobre o subtema: A persistência é algo incomum aos jovens. Construa sua dissertação.
Use argumentos convincentes que justifiquem sua opinião, pois você poderá concordar ou não com a afirmativa proposta.
e) Categoria adulta (a partir de 18 anos completos até a entrega do texto)
No meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento na vida de minhas retinas, tão fatigadas. Nunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedra tinha uma pedra no meio do caminho no meio do caminho tinha uma pedra.
(Carlos Drummond de Andrade)
“Pedras no caminho? Guardo todas. Um dia vou construir um castelo”
(Fernando Pessoa)
As intempéries da vida são constante no cotidiano do ser humano e diante dos problemas, o homem se transforma em um ser resiliente, adquire o poder de ter uma conduta sã num ambiente de difícil superação, ou seja, nutre-se da capacidade de sobrepor-se e construir-se positivamente frente às adversidades. Com base nos textos apresentados, construa uma crônica, cujo sucesso ocorreu, pois foram superadas as dificuldades com persistência e ousadia.

3. Cada participante poderá inscrever uma obra, em duas vias (original e uma cópia), respeitando a proposta e o número de linhas, podendo ser manuscrita ou digitada na fonte Times New Roman, tamanho 11, entrelinhas simples e em uma face de papel tamanho A4 sulfite.

4. A redação não poderá conter qualquer identificação pessoal e/ou escolar do candidato. O texto deverá ser entregue somente com a identificação da categoria (adulto, juvenil, infantil, mirim ou pré-mirim). A identificação do (a) autor(a) será feita na ficha de inscrição e virá dentro de um envelope fechado, junto com a redação. A identificação dos trabalhos será feita através de critério numérico objetivo ou assemelhado.

5. O prazo para inscrição será no período de 23/05 a 30/08/2012, durante o expediente da Biblioteca.

6. Não serão aceitos trabalhos enviados após o término do prazo.

7. As redações deverão ser enviadas à Biblioteca Pública Municipal “Prof. Nelson Foot”, situada na Avenida Dr. Cavalcanti no 396, Complexo Argos, Sala Cecília Meireles, Jundiaí, SP, CEP 13201-003, pessoalmente ou via postal. Para os textos enviados via correio será considerada a data de postagem, que não poderá ultrapassar o prazo de encerramento das inscrições.

8. Serão selecionadas 12 redações por categoria, no total de 60 textos.

9. A premiação dos participantes selecionados se dará da seguinte forma:
a) R$ 4.000,00 (quatro mil reais) para o primeiro colocado de cada categoria,
mais livros e certificados;
b) R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) para o segundo colocado de cada
categoria, mais livros e certificados;
c) R$ 3.000,00 (três mil reais) para o terceiro colocado de cada categoria, mais
livros e certificados;
d) Os classificados da 4a até a 6a colocação receberão livros, certificados e
medalhas;
e) Os classificados da 7a a 12a colocação receberão livros e certificados.
f) Todos os demais inscritos receberão certificados via correio.

10. A sessão solene de entrega dos prêmios está prevista para realizar-se em 22/11/2012 no Complexo Comendador Antônio Carbonari “Parque da Uva”, em horário a ser definido.

11. Serão eliminadas as redações que não estiverem de acordo com o regulamento.

12. Nenhuma redação será devolvida e os trabalhos vencedores serão publicados em livro e expostos em varal literário ou atividade afim.

13. A Comissão julgadora será composta de membros especialistas na área de educação e literatura.

14. Caberá à Comissão Julgadora avaliar os trabalhos concorrentes, proclamar os vencedores, impugnar os trabalhos que não se enquadrarem nas condições estipuladas.

15. A Comissão julgará as redações com base em critérios de adequação ao tema e subtemas, a coerência e a modalidade de linguagem.

16. Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora, cuja decisão será soberana.