10 de julho de 2012

Notícia - FBN expande programa de tradução e internacionalização de livros

PublishNews - 05/07/2012 - Redação

Títulos técnicos e científicos poderão pleitear verbas; tradutores receberão bolsas para vir ao Brasil e autores brasileiros receberão bolsas para intercâmbio


A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) anunciou ontem, durante a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), novos programas para a internacionalização da literatura brasileira. O anúncio ocorreu um ano após a reformulação do programa de apoio à tradução, que já concedeu 111 bolsas e registra dez novos pedidos por mês.

Segundo comunicado da FBN, os novos programas consistem na concessão de bolsas de tradução para livros técnicos, científicos e profissionais; apoio à publicação nos países de língua portuguesa; programa de residência de tradutores no Brasil; e editais para patrocinar viagens de escritores brasileiros para divulgar suas obras no exterior. Os editais para essas iniciativas serão publicados no Diário Oficial da União entre julho e agosto.

Todas as ações serão feitas pelo recém-criado Centro Internacional do Livro. Elas incluem ainda a participação do Brasil em feiras onde o país foi ou será homenageado – Bogotá em 2012, Frankfurt em 2013 e Bolonha em 2014, por exemplo.

Para todas as ações, a FBN e o Ministério da Cultura estimam um investimento de R$ 76 milhões até 2020 – não são necessariamente investimentos novos, mas o orçamento total. Veja abaixo detalhes dos programas e dos investimentos.

- Ampliação do programa de apoio à tradução e à publicação de autores brasileiros no exterior: voltado para editoras estrangeiras que queiram publicar autores brasileiros. O edital se encontra permanentemente aberto. Para se candidatar, a editora deve elaborar um projeto de edição ou reedição no formato impresso ou digital ou em ambos. As avaliações são realizadas periodicamente por uma comissão, composta por consultores externos, por representantes da Fundação Biblioteca Nacional e de outros setores do Ministério da Cultura. A bolsa é de até R$ 8 mil e agora também permite e-books. Graças a uma parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, também serão apoiadas as traduções de obras técnicas ou científicas nas áreas de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, Ciências da Vida, Engenharias, Ciências Exatas e da Terra. Também estão previstos editais específicos da FBN para apoiar traduções para regiões e/ou idiomas específicos, efemérides e temas, como a literatura infantil e juvenil.

- Programa de apoio à publicação de autores brasileiros na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP): aberto às editoras dos estados-membros da CPLP com projetos de publicação de obras literárias ou da área de humanidades de autores brasileiros. O objetivo é estimular a difusão da literatura e dos livros brasileiros nos países da África onde o português é a língua oficial (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe), no Timor Leste e em Portugal. A bolsa é de até US$ 6 mil. O edital será publicado na próxima semana e deve contemplar, inicialmente, 12 bolsistas.

- Programa de residência de tradutores estrangeiros no Brasil: Tradutores estrangeiros que estejam realizando a tradução de livros brasileiros vão poder se candidatar a uma bolsa de até R$ 15.000,00 para a residência de trabalho de até cinco semanas no Brasil. A bolsa cobrirá custos com passagens, hospedagem, alimentação e transporte. Na primeira parte, os tradutores irão realizar uma imersão na cultura brasileira que atenda a necessidades da obra. Na segunda parte, participarão de oficinas e palestras nas comunidades em que estiverem hospedados e, ainda, em cursos em centros de estudos de tradução parceiros do programa. Alguns dos centros associados ao programa são a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Casa Guilherme de Almeida, da Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo, e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). No primeiro ano, o programa deve trazer 10 tradutores de diversos idiomas ao Brasil e contemplar, ainda, 80 brasileiros e estrangeiros em seminários, encontros e outras atividades de formação. O edital será publicado na segunda semana de agosto.

- Programa de intercâmbio de autores brasileiros no exterior: editoras estrangeiras podem se candidatar a esse programa, que tem como objetivo apoiar o intercâmbio de autores brasileiros no exterior, para que promovam suas obras e a literatura brasileira por meio de palestras, sessões de autógrafos e entrevistas, entre outros. O edital será publicado na segunda semana de agosto e prevê o pagamento de bolsas até U$ 3 mil para 30 autores.